13 de março de 21 Autor: Karla Santos
A história completa de Taylor Swift no Grammy – Parte II

Retomando nossa retrospectiva da trajetória de Taylor Swift no Grammy (confira a parte I aqui), chegamos ao ano de 2013. Vindo de uma sequência de vitórias importantes nas edições anteriores da premiação, Taylor tinha a difícil missão de ‘não deixar a peteca cair’. E foi o que ela fez, a começar pelo look incrível que desfilou no Red Carpet:

taylor-swift-grammy-14

Em seguida, entregou ao Grammys uma performance deliciosamente exagerada de “We Are Never Ever Getting Back Together”.

160512313CC00006_The_55th_A

Sério, isso foi MUITO a era ‘Red’.

E claro, “Safe and Sound” garantiu um Grammy de “Melhor Música Escrita para Mídia Visual”.

Taylor não desacelerou em 2014. Ela recebeu mais quatro indicações naquele ano, incluindo uma por “Álbum do Ano”.

464737737NW00152_56th_GRAMM

Ela também deixou os fãs de queixo caído com uma performance de “All Too Well”…

taylor-swift-grammys-12

… com direito às suas famosas jogadas de cabelo.

Taylor perdeu o cobiçado prêmio de Álbum do Ano, mas mais tarde disse que não ter ganhado inspirou a direção que ela tomou com 1989, o sucessor de Red. “Antes de dormir, ficava pensando muito sobre o que já tinha criado até então para o próximo álbum, que viria a se tornar o 1989, mas naquele momento eu ainda não sabia disso.” disse ao Grammy Pro. “Não fazemos músicas para ganharmos muitos prêmios, mas você tem que pegar dicas de algum lugar se quer continuar a evoluir.”

E ela evoluiu. Em 2015, conseguiu três indicações (e caminhou pelo tapete vermelho com seu cabelo mais curto e liso.)

531541735TM00569_57th_GRAMM

Enquanto “Shake It Off” não ganhou um prêmio, nós oficialmente tínhamos adentrado a era “1989”.

Nem mesmo tantas vitórias poderiam ter nos preparado para o visual de Taylor no Grammy de 2016. Ela ganhou sete indicações por “1989” e mesmo antes do show começar, nos deixou empolgados comentando sobre seu novo corte de cabelo e sobre o momento no qual apareceu usando esse top cropped.

606463289_AX__555_FD8789973091C88C7B0274E1D29AF88A

Ah, e ela casualmente abriu o show com “Out of the Woods.” (Oi, Jack Antonoff!)

The 58th GRAMMY Awards - Show

ARRASARAM.

Mas nada se compara ao que seria, indiscutivelmente, o momento mais icônico de Taylor no Grammy: seu discurso ao receber o prêmio de Álbum do Ano pela segunda vez.

“Eu quero dizer a todas as jovens mulheres por aí: haverá pessoas no caminho que tentarão desprezar o seu sucesso ou levar créditos pelos seus êxitos ou pela sua fama. Mas se você focar no trabalho e não permitir que essas pessoas a menosprezem, um dia — quando você chegar ao seu destino — vai olhar à sua volta e vai saber que foi você e as pessoas que te amam que colocaram você ali, e essa será a melhor sensação do mundo”.

Taylor encerrou a noite com um total de três vitórias.

Essa foi a última vez que Taylor compareceu à cerimônia de entrega dos gramofones. De 2016 pra cá, com todo o cancelamento e as confusões envolvendo seu nome, Taylor resolveu se afastar um pouco dos olhos do público, o que exigiu que ela abandonasse as noites glamorosas de premiações musicais.

No entanto, nos últimos anos, ela recebeu indicações pela composição das canções “Better Man” e “I Don’t Wanna Live Forever” e indicações secundárias pelos álbuns “Reputation” e “Lover”.

Mas esse ano, podemos estar às vésperas de mais uma noite icônica para Swift: a cantora foi indicada em seis categorias do Grammy 2021, incluindo as principais como “Álbum do Ano” por “Folklore” e “Canção do Ano” por “Cardigan”. Além disso, foi confirmada como uma das atrações da noite, fazendo a primeira performance em 5 anos no palco da premiação ao lado de Aaron Dessner e Jack Antonoff, seus colaboradores no processo de criação do álbum “Folklore”.

A premiação acontece amanhã (domingo, 14) e será transmitida pelo canal TNT a partir das 21hrs. Como de costume, vamos divulgar alguns links para acompanhar ao vivo pela internet, é só ficar de olho no site.

Estão ansiosos? Confiantes? Conta pra gente nas nossas redes sociais!

Matéria publicada pela People e traduzida/adaptada pela equipe TSBR.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up