O oitavo álbum de Taylor Swift, folklore, tem colaborações com Bon Iver e Aaron Dessner do National, uma música sobre um suéter, uma longa faixa semi-não-ficcional sobre Rebekah Harkness e várias outras coisas.

Rebekah, especificamente, era uma mulher nascida em St. Louis que se casou com o herdeiro da Standard Oil, comprou uma casa gigante em Rhode Island, viveu uma vida animada, morreu e teve alguns de seus restos mortais carregados por sua filha em uma bolsa Gristedes, porque não caberiam todas na urna feita sob medida por Salvador Dalí. Mais tarde, Taylor comprou a casa por US $ 17 milhões e a usou, principalmente, para sediar festas de quatro de julho, que foram vistas por todo o mundo.

Como assim? Entendi p* nenhuma!

Então senta aí que a gente te explica. A música em português se chama “a última grande dinastia americana” e conta a história de Rebekah Harkness. Ela era uma socialite do século passado que nutria amor por todas as coisas que Taylor também ama: champagne, piscinas e narrativas sobre a sociedade patriarcal.

OK. Então Rebekah é do Missouri?

Sim. “Rebekah subiu no trem da tarde, estava ensolarado”, Taylor canta “Sua casa de caixa de sal na costa tirou sua mente de St. Louis”. Nascida em 1915 em uma família que a Times descreveu como “rica” e “emocionalmente frígida”, sua principal cuidadora era uma babá que foi selecionada porque ela já havia trabalhado em um “asilo de loucos”. Ela frequentou uma escola onde seu principal objetivo, de acordo com seu álbum de recortes, era “fazer tudo de ruim”. (Craig Unger escreveu um perfil de 14 páginas sobre Rebekah que mais tarde se tornou um livro chamado Blue Blood. Os detalhes da Times estão disponíveis em uma resenha do livro).

Explica melhor essa história de “amigas vadias” que Taylor canta na música. É verdade isso?

Na verdade, é sim. Rebekah e algumas de suas amigas eram conhecidas na mídia popular da época como o “esquadrão de vadias”. Na letra, Taylor fala sobre como Harkness levava o esquadrão para festas em Rhode Island. “Trouxe todas as suas amigas vadias da cidade. Encheu a piscina de champanhe e nadou com os grandes nomes”.

Quando ela se divorciou?

Rebekah já havia se casado e se divorciado uma vez quando se casou com Will Harkness em 1947. É por isso que Taylor diz que as pessoas já estão fofocando sobre Harkness e se perguntando como uma “divorciada de classe média” conseguiu prender o herdeiro da Standard Oil.

Craig Unger (que escreveu o livro sobre Rebekah) descreve Will como um tipo de cara meio desajeitado. Apesar disso, ele era muito, muito rico. “O casamento foi encantador, embora um pouco desajeitado. Só há dinheiro novo até agora.” Juntos, o casal comprou um complexo nas margens de Rhode Island.

Eita. Então ela estava querendo provocar mesmo, fazendo todas aquelas festas em Rhode Island.

Sim, mas estamos nos adiantando. Will Harkness morreu sete anos após o casamento. Sua viúva então assumiu a reforma da casa. Ela colocou oito cozinhas e mais de 20 quartos, um movimento de design descrito por Unger como uma “tentativa de ver seus filhos o mínimo possível”. Foi durante esse período que Rebekah ficou conhecida por fazer festas com convidados como Dalí, o artista que mais tarde projetaria sua urna de joias de US$ 250.000, apelidada de “Cálice da Vida”. Ele foi projetado para girar sobre si mesmo para que Harkness pudesse, como diz a história, estar “sempre dançando”.

O que mais ela fez com seu dinheiro?

Harkness se considerava uma patrona das artes, embora fracassasse espetacularmente nisso. Ela gastou quase US$ 40 milhões (em dólares dos anos 1980) para administrar efetivamente uma companhia de balé com seu nome. Quando um coreógrafo começou a receber boa publicidade, ela o demitiu. (Isso depois dela e do grande bailarino, Robert Joffrey, terminarem sua parceria inicial porque Joffrey se recusou a realizar obras escritas pela própria Harkness). “Os dançarinos praticaram no gramado por alguns anos”, escreveu a Times em uma matéria sobre a grande casa de Rhode Island em 2016. “Embora a Sra. Harkness tenha plantado uma cúpula de plástico azul Buckminster Fuller como um espaço de prática, os vizinhos ficaram indignados e processaram Rebekah para que ela o removesse”.

Meu deus? E e aquele trecho sobre ela tingir um cachorro de “verde-limão”?

Sim, não sei o que te dizer sobre isso, caro leitor. A Times compara esse fato com uma anedota. Há também outra história sobre um tanque de peixes cheio de peixinhos dourados e uísque. E uma vez ela decidiu perseguir J.D. Salinger em sua casa enquanto estava vestida de empregada.

Ela se casou novamente?

Sim e sim. Rebekah teve mais dois maridos. Ambos os casamentos terminaram em divórcio.

E sobre os filhos que ela não queria ver?

Sua filha Edith morreu por suicídio. Antes de sua morte, Edith pulou de um telhado, mas sobreviveu. O mesmo para uma tentativa de overdose. “Como ela fez isso?” Rebekah Harkness foi citada perguntando na Times. “Existe uma maneira chique de morrer?”. Sua filha Terry, aquela que supostamente levou para casa a bolsa Gristedes, deu à luz uma filha com deficiência intelectual a quem Harkness inicialmente adorava, até o dia em que a garota puxou uma fita de sua cabeça (a criança morreu aos 10 anos). Seu filho foi preso por atirar em um homem durante uma briga, descrevendo seu encarceramento como um período feliz em sua vida. Na verdade, o período “mais feliz” de sua vida.

Uau, quantas histórias. Ela ainda está viva?

Rebekah morreu de câncer aos 67 anos, em 1982. Sua filha Terry tentou, sem sucesso, invalidar seu testamento com a ajuda do advogado Roy Cohn. Um coreógrafo que estava presente descreveu a cena como caótica, com um detalhe verdadeiramente selvagem sobre pessoas experimentando perucas enquanto Harkness estava morrendo.

E Taylor ainda mora na casa dela?

Taylor comprou a casa em 2013. Ela teria pagado em dinheiro. Como Harkness, sua chegada causou um rebuliço. Os vizinhos estavam preocupados com fãs e paparazzis. Eles ficaram furiosos por ela ter colocado uma cerca de arame ao redor da casa, apesar de ter obtido permissão para fazê-lo. A governadora de Rhode Island, Gina Raimondo, propôs (e depois retirou) um pesado imposto de segunda residência que foi apelidado de “imposto Taylor Swift”. Nenhum sinal de invasão apareceu na propriedade. Eles tinham um trecho de uma música de Swift, “Eu sabia que você era problema quando você chegou”, impressa neles.

Ela comprou a casa apenas para escrever essa música sete anos depois?

Pode ser. Mas se você tivesse condições, por que não compraria uma fabulosa mansão à beira-mar, com uma história mais estranha que a ficção, e depois daria festas de dia para seus amigos no gramado? Parece divertido.

Desculpe, ainda estou pensando nos restos mortais dentro da bolsa Gristedes.

Então deixe que eu te conte algo que faz a história ficar pior. Depois que alguns dos restos mortais de Harkness “apenas uma perna ou talvez metade de sua cabeça e um braço”, de acordo com um amigo, foram colocados na urna, a tampa mais tarde sumiu. Ninguém faz a menor ideia de como isso aconteceu.





Twitter do site

Facebook do site