rolingstone1

O site da Rolling Stone americana divulgou uma lista de 14 artistas atuais que eles chamam de “The Immortals”, ou seja, pessoas cujos trabalhos irão permanecer eternamente, e é claro que Taylor Swift não ficou de fora:

Se Taylor Swift parar de produzir hits agora, aos 23, ela poderia sair em turnê com um show de antigas pelo resto da vida. Seu catálago já está aglomerado com joias acústicas (“Fifteen,” “Mean”), hinos de relacionamento country-pop (“Sparks Fly,” “The Story of Us”) e épicas do tamanho de estádios (“I Knew You Were Trouble,” “State of Grace”). Swift cresceu obcecada com as Dixie Chicks em uma fazenda de árvores de Natal na Pensilvânia rural; ela começou a compor canções aos 14 anos antes de se mudar para o Tennessee. Não demorou muito para que ela conquistasse a máquina de Nashville – ou para que saísse dela. Ela vendeu mais de 25 milhões de álbuns, recentemente dominando as paradas pop com seu dubstep brutal “I Knew You Were Trouble” e a forte chiclete “We Are Never Ever Getting Back Together.” Não importa o que faça musicalmente, Swift registrou crescimento e navegação em relacionamentos complicados melhor do que ninguém nos anos 2000. “Eu sei as coisas gerais sobre o amor,” ela contou à Rolling Stone no ano passado. “Como tratar as pessoas bem, o que você merece e quando ir embora. Tirando isso, o amor é um completo mistério – é por isso que gosto de escrever sobre ele.”

Para ver a lista completa, clique aqui.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up