17 de setembro de 21 Autor: Maria Eloisa Barbosa
Ed Sheeran fala sobre Taylor e Joe Alwyn em entrevista

Recentemente, Ed Sheeran, grande amigo de Taylor, deu uma entrevista ao Audacy. Na conversa, ele contou mais sobre sua participação no Red (Taylor’s Version), sua amizade com Swift e sua relação com Joe Alwyn, namorado da loirinha. Confira abaixo o que o cantor disse:

Entrevistadora: Eu gostaria de perguntar sobre as colaborações com a Taylor, Everything Has Changed, End Game e a primeira música que vocês escreveram juntos, Run, que vai estar no Red (Taylor’s Version). Como é uma sessão de composição de vocês dois?

Ed Sheeran: A primeira vez que nos conhecemos eu toquei em Nashville e a mãe dela, Andrea, veio me ver no Ryman e ela me trouxe um gramophone que você coloca um iPhone nele. Nos conhecemos depois daquilo em um quarto de hotel em, eu acho que, Seattle ou algo assim. Não foi em Los Angeles, New York, Nashville ou essas cidades. Eu acho que foi em Seattle.

Entrevistadora: Então a mãe da Taylor, Andrea, apresentou vocês?
Ed: Na verdade foi o Frank, que é o cara da rádio dela. Esse foi o encontro original. Então fomos pra um hotel, acho que comemos hambúrgueres, tinha um violão. Escrevemos Run e parte de outra musica, trocamos contato e logo depois eu estava em Los Angeles e não conhecia ninguém lá e mandei mensagem pra ela e falei “ei, estou em LA” e ela “vem pra cá”, então eu fui, levei meu violão e foi quando escrevemos Everything Has Changed. Escrevemos, como todos sabem, em um trampolim. Ela estava “ei, quer ver meu trampolim?” e eu falei: “claro” e foi assim que a música foi escrita, dois violões e um trampolim. End Game eu estava em Connecticut e ela tem uma casa em Rhode Island, aí ela
me chamou pra lá e tocou pra mim parte do que seria depois o reputation e tocou End Game. E eu falei: “nossa eu realmente gostei dessa, posso fazer um verso, um verso de rap?”, aí eu me lembro de no dia seguinte estar deitado e a música veio, eu escrevi e coloquei o verso. E me reuni com o Max Martin e gravei, aí o Future colocou um verso e a Taylor colocou um verso. E fizemos um clipe. Foi onde eu quebrei meus braços também.

Entrevistadora: No trampolim?

Ed: Não, andando de bicicleta. Não ando muito de bicicleta. Na Inglaterra. Tive que cancelar várias datas da turnê

Entrevistadora: Então você não podia tocar violão mas podia cantar e escrever?

Ed: Não, eu já tinha tocado. Se você olhar o clipe, eu estou com uma tipoia no meu braço

Entrevistadora: Parece que todas as vezes que vocês se reúnem, vocês se divertem como melhores amigos. Eu fiquei sabendo recentemente que a Cherry, a primeira vez que você a apresentou, ela já estava em Rhode Island e disse “estou na casa da Taylor Swift”

Ed: Sim, a Taylor é o catalisador do nosso relacionamento. Eu tinha feito contato com a Cherry, tivemos um encontro. Aconteceu que ela estava lá perto e a Taylor a convidou e promoveu o evento. E aqui estamos. É ótimo e elas se dão muito bem. E eu amo o namorado da Taylor, o Joe. Ele é um ser humano incrível e eles funcionam muito bem juntos. É bem legal. É meio doido de pensar, porque eu não vejo como, eu sei que é, mas eu não penso como uma amizade da indústria. Eu sinto que nessas amizades, quando você encontra alguém, você posta uma foto e as pessoas sabem que aquilo aconteceu. Quando somos nós dois, ela vem jantar com o Joe ou eu vou jantar com a Cherry e nós temos uma amizade que não está muito nos holofotes. Nós temos ligações de três horas para colocar o papo em dia e nós falamos e falamos mas não tem screenshots da tela para falar: “Olha, com quem eu estava conversando”. Eu falei com ela ontem e provavelmente falarei com ela amanhã, nós temos uma ótima amizade que tem mais de dez anos.





Twitter do site

Facebook do site