No final de Julho, Taylor Swift surpreendeu todo mundo lançando o álbum folklore, criado no período de isolamento com os produtores Aaron Dessner e Jack Antonoff. O álbum foi bem comercialmente e criticamente, com 5 indicações ao Grammy e oito semanas no topo da Billboard 200. E ainda tem mais!

Em setembro, Swift, Dessner e Antonoff se juntaram pela primeira vez para tocar o álbum inteiro e o resultado foi o documentário (e álbum ao vivo) folklore: the long pond studio sessions, disponível na Disney+

As lives do folklore ainda acompanham conversas aconchegantes, vinho, whiskey e uma fogueira no ambiente tranquilo e sereno do Long Pond Studio. 

Aqui está tudo que aprendemos com o filme: 

William Bowery é Joe Alwyn

Quando o folklore foi lançado, um compositor desconhecido chamado William Bowery foi creditado nas faixas “exile” e “betty”. Os fãs estavam com várias teorias a respeito da identidade dele, mas Taylor confirmou no documentário que o compositor é realmente seu namorado de longa data, Joe Alwyn

A primeira música que ela escreveu foi “my tears ricochet” e ela sempre soube que seria a faixa 5

Taylor tem uma tradição em que toda faixa 5 de seus álbuns fala de coração partido e tristeza. Com “my tears ricochet” não é diferente. “Cronologicamente, essa foi a primeira. Eu escrevi sozinha”, Swift disse para Antonoff. “Eu definitivamente acho que é uma das mais tristes do álbum”.

“Eu acho que é uma das melhores músicas que você já escreveu”, Antonoff respondeu. “E é por isso que eu acho que você a escolheu para ser a faixa 5”. 

“Escolher uma faixa 5 é uma decisão difícil e eu sabia desde o primeiro dia que seria essa”, ela disse. 

“mirrorball” foi escrita depois que a Loverfest foi cancelada

“Eu escrevi essa música logo depois de descobrir que todos os meus shows foram cancelados”, ela explica a respeito de “mirrorball”

E ela sabia que tinha uma boa razão para fazer uma pausa do trabalho- em meio a uma pandemia perigosa, ninguém podia culpá-la. Mas ela não queria. “Eu percebi que, aqui estou, escrevendo todas essas músicas, ainda tentando e eu sei que tenho uma desculpa pra sentar e não fazer nada, mas eu não consigo”

A criatividade de Taylor vem de todos os lugares

Antonoff tentou capturar o jeito frenético que Swift escreve. “Aqui está a música, aqui está a ponte, aqui está uma ponte melhor. Oh, espere, agora eu tenho uma ponte perfeita, e aqui está a parte depois da ponte”, ele disse a respeito de trabalhar em “august”, mas ele curtiu o processo. “Ouvir aquela mistura de coisas se juntando, eu simplesmente amei o que você fez naquela música”.

A terceira pessoal do triângulo amoroso em folklore não se chama Inez

Assim que o folklore foi lançado, os fãs notaram que “cardigan”, “august” e “betty” eram os três lados de um triângulo amoroso, mostrando os diferentes pontos de vista de Betty (“cardigan”), James (“betty”) e uma outra protagonista em “august”. Muitos pensaram que Inez, citada na letra de “betty” era o nome da terceira pessoa. Não foi isso que Taylor pensou. “Eu meio que, na minha cabeça, gosto de chamar a garota de August de Augusta ou Augustine”. 

Betty e James ficam juntos

Pelo jeito, quando James apareceu na festa, Betty não disse para ele se foder. “Então ‘cardigan’ é a perspectiva de Betty depois de 20 ou 30 anos, olhando para aquele amor que foi uma coisa tumultuada. Na minha cabeça, eu acho que Betty e James ficaram juntos… mas ele realmente fez com que ela passasse por isso”. 

folklore definitivamente não é totalmente autobiográfico

Swift é conhecida por falar de sua própria vida em seu trabalho. Bom, no folklore é um pouco diferente. “Esse é o primeiro álbum que eu deixei ir  aquela necessidade de fazer algo 100% autobiográfico. Porque eu acho que eu sentia a necessidade de fazer aquilo. Eu sentia que os fãs precisavam ouvir um relato da minha vida tirado das manchetes e isso acabou sendo um pouco confuso”. 

“Essa tem sido a minha coisa favorita sobre esse álbum. Ele existe por seu próprio mérito, não por ‘oh, as pessoas estão ouvindo isso porque diz para elas algo que elas poderiam ler em um tablóide'”.

Ela realmente enviou um presente para o bebê de um ex

Em “invisible string”, Swift canta “Frio era o aço do meu machado para ameaçar/ Os garotos que quebraram meu coração/ Agora eu envio presentes para seus bebês”. Isso realmente aconteceu. “Eu lembro de escrever isso logo depois de enviar um presente para o bebê de um ex. E eu estava tipo “cara, a vida é ótima”. 

Taylor odeia abuso psicológico e isso já aconteceu com ela

“Eu estava pensando, o que mais provoca raiva nas mulheres é o abuso psicológico que acontece.. por séculos, nós absorvíamos esse comportamento masculino silenciosamente”, ela disse para Dessner. “Agora nós respondemos a esse mau comportamento masculino ou alguém faz algo totalmente fora da curva e a gente responde e essa resposta é tratada como uma ofensa”. 

“Recentemente, houve uma pessoa que foi muito culpada por isso na minha vida e é uma pessoa que faz com que eu me sinta ou tenta me fazer sentir como eu se fosse uma ofensora por tentar me defender das suas ofensas”. 

Taylor também assistiu The Last Dance (Arremesso Final)

O que se tornou uma música sobre os paralelos entre o serviço militar de seu avô na Segunda Guerra Mundial e o que as pessoas da área da saúde estão passando na pandemia quase foi uma história sobre esportes… por causa de Michael Jordan. 

“Quando eu ouvi ‘epiphany” eu lembro de pensar, talvez eu queira falar sobre uma história de esportes, porque eu acabei de assistir The Last Dance”, Swift ri. 

Taylor fantasia sobre fugir para uma cabana

Swift explicou que tem um plano B de fugir para uma cabana e deixar sua vida para trás, e uma viagem para Lake District ajudou a cristalizar uma canção que falava sobre isso em sua mente, “The Lakes”.

“No século 19, tinham muitos poetas como William Wordsworth e John Keats que passaram muito tempo lá. Tinha um distrito de poetas, desses artistas que se mudaram para lá. Eles eram meio que importunados por isso e zoavam isso, por serem excêntricos … Me lembro de quando fomos, pensei: ‘Cara, eu pude ver isso. Você mora em uma cabana, você tem glicínias crescendo ao redor. É claro que elas fugiriam dessa forma ‘”.

Matéria publicada pela Billboard e traduzida pela Equipe TSBR.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up