peoplemia

Como sabemos, Taylor é a capa de 40 anos da People Magazine, confira abaixo a matéria de recheio completa e traduzida abaixo:

“Talvez você não tenha sido feito pra se encaixar, talvez você tenha sido feito para se destacar,” diz Taylor Swift com os olhos cheios de brilho. Aos 24, ela canalizou as esperanças e angústias de uma jovem mulher, venceu Grammys, um guarda-roupa pelo qual as supermodelos matariam. Mas agora, em um quarto de hotel londrino depois de um dia esgotante promovendo seu novo álbum, Taylor Swift é uma garota de Wyomissing, Pensilvânia, sentada em uma cadeira de pernas cruzadas e relaxada, questionando sua vida como ícone de uma geração. “As pessoas vão falar de você,” ela diz. “Mas talvez você se divirta mais do que elas, de qualquer forma.”

Talvez Swift já tivesse descoberto isto. Há não muito tempo havia namorados e términos e sucessos sobre ambos. Mas, cansada de ser a matéria nos tabloides, ela fez algumas mudanças, retalhando seus cabelos loiros e agora cortando garotos de sua equação por completo. Agora suas noites são passadas ao lado de suas amigas famosas e seus dias giram em torno do seu apartamento em Manhattan, onde suas companhias são as gatas Olivia Benson e Meredith. “Eu costumava ser fascinada pelo amor,” ela admite. “Agora sou mais realista.” Um foco em sua carreira, a ausência dos romances, ajudou Swift a tornar “Shake It Off”, a destruidora canção de seu novo álbum 1989, em um histórico hit das paradas. Mas ela não perdeu a doçura que a ajudou a se tornar uma superestrela. Recentemente a cantora compartilhou com a People Magazine pensamentos sobre crescer, dar um ponto final à relações e se tornar a garota mais legal de todas. “Os últimos anos têm sido sobre fazer minha vida nos meus próprios termos,” ela diz. “Ser eu mesma, priorizar minhas melhores amigas, minha família e minha música mais do que qualquer coisa e tentar coisas que nunca tentei antes. É um momento libertador e de independência.”

ELA NÃO É A GAROTA QUE VOCÊ COSTUMAVA CONHECER

Eu mudei muito desde que escrevi meu último álbum, Red. Emocionalmente falando, 1989 não é um disco sobre coração partido. Minha música é baseada no que acontece na minha vida pessoal, e eu não tive meu coração partido. Você não vai ouvir tipo, “sacaneando um namorado”. Quando eu estou profundamente machucada, eu geralmente respondo por escrever exatamente como estou me sentindo em uma música, mas eu não estive devastada nos últimos dois anos. Eu tomei a decisão de passar um tempo sozinha e descobrir quem eu sou. Quando se está apaixonada, você tende a priorizar a opinião da outra pessoa e quase valorizá-la demais, se não mais, do que a sua própria opinião. Quando se tira a outra pessoa de cena e segue sua vida sozinha, você acaba descobrindo o que realmente gosta sem a influência de ninguém mais.

IRMANDADE REALMENTE PODEROSA

Meu grupo de amigas é a coisa mais importante pra mim agora. Elas são tão divertidas e me conhecem e gostam de mim por quem eu realmente sou. É realmente maravilhoso ter alguém como Lena Dunham na minha vida. Nós temos a mesma responsabilidade e pressão, que é quando você escreve cada palavra que acaba apresentando. Ella – Lorde- e eu somos geeks na música. Ela toca novas músicas que ouviu, e nós tocamos uma para outra as novas músicas que escrevemos. Jaime King e eu sentamos e começamos a conversar e cozinhar ou apenas pedimos comida chinesa. Nós nos relacionamos em níveis diferentes, mas o que tem em comum com todas as minhas amigas é que eu confio plenamente em todas elas. Elas não saem para bares ou coisas deste tipo. Elas não se interessam nisto e nem eu, então funciona muito bem.”

AMOR? ISTO PODE ESPERAR

“Eu não vou comprometer a felicidade e independência que encontrei por alguém. A ideia de um encontro me dá um ataque de pânico parcial! Isto inclui 40 câmeras de paparazzi disparando pelas janelas atrás de nós e isto não é relaxante ou atraente para mim. Isto me faz querer rastejar para trás do sofá e me esconder! Mas eu estou bem. (Risos) Eu tenho duas gatas, é tudo o que eu preciso. Haveria de ser uma pessoa surpreendente para me fazer pensar em ter uma relação. Teria que ser algo realmente, realmente, realmente diferente. Uma pessoa entre um milhão para enfrentar todo o resto. Eu não tenho o mínimo de ideia sobre com quem quero estar porque eu não sinto peças da minha vida faltando neste momento. Eu não estou procurando por algo que me complete. Acho que esta é uma boa posição para me manter.”

AVISO PARA MEU EU DO PASSADO

Se eu tive que dar algum aviso para mim mesma quando mais jovem, seria para rir das coisas. Você tem que rir das coisas que te assustam, que te intimidam e que te machucam. Você tem que rir quando é humilhado, quando é rejeitado. Talvez não imediatamente, mas em algum momento você tem que estar disposto a transformar qualquer experiência ruim que tenha passado em uma piada de jantar divertida.

Os scans da revista também já estão disponíveis em nossa galeria:

s1~0.jpg s2.jpg s3.jpg s1~0.jpg s2.jpg





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up