Com Swift se preparando para fazer 30 anos em Dezembro, esse novo álbum parece ser um marco de maturidade, de diversas maneiras. Os dias de cartas públicas como “Dear John” ficaram para trás, agora ela está cantando sobre algo “emprestado” e algo “azul” na faixa título, que é suave e lembra uma valsa. (Talvez estes sejam sinos de igreja, no final das contas?)

Além do conteúdo musical e das letras, existe uma outra razão para que Lover esteja prestes a ser um grande passo na carreira já lendária de Swift. O álbum será o primeiro lançamento da cantora sob a Republic Records, seguindo sua pública e bagunçada separação da Big Machine Records, de Scott Borchetta. O empresário Scooter Braun comprou a Big Machine em Junho, o que o deu direito de propriedade sobre as gravações originais de Swift com a gravadora, movendo a cantora a escrever um longo post no Tumblr acusando Braun de ter praticado bullying com ela durante sua carreira e chamando o acordo de sua “pior das hipóteses”.

“Quando eu deixei minhas gravações originais nas mãos de Scott, eu aceitei o fato de que eventualmente ele iria os vender. Nunca, em meus piores pesadelos, eu imaginei que o comprador seria Scooter. Qualquer vez em que Scott Borchetta ouviu as palavras ‘Scooter Braun’ sair da minha boca, foi quando eu estava chorando ou tentando não chorar. Ele sabia o que estava fazendo; os dois sabiam. Controlando uma mulher que não queria ser associada com eles. Permanentemente. Isso significa para sempre.” ela alegou.

Swift disse em seu post que “sempre sentiria orgulho dos meus trabalhos passados”, mas chamou seu novo álbum com a Republic de “uma opção mais saudável.”

“Felizmente, agora eu estou assinada com uma gravadora que acredita que eu deveria ser dona de tudo que criar. Felizmente, eu deixei meu passado nas mãos de Scott, e não meu futuro”, ela concluiu. “E com sorte, jovens artistas ou crianças com sonhos musicais lerão isso e aprenderão como se proteger melhor em negociações. Você merece ser dono da arte que faz.”

O conceito de passado e futuro apareceu novamente quando Swift foi questionada sobre a venda em sua entrevista com a Vogue. Apesar de não elaborar no assunto, quando perguntada se ela tentou comprar suas gravações originais da Big Machine, Swift respondeu “Era investir no meu passado ou no meu futuro e no futuro de outros artistas, e eu escolhi o futuro.”

Está claro que a cantora está pronta para deixar para trás as preocupações com sua reputação, e dar novos passos – rumo a um novo capítulo de crescimento pessoal e liberdade profissional – com um coração aberto.

Lover estará disponível em 23 de agosto.

Matéria publicada pelo Entertainment Tonight e traduzida pela equipe TSBR.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up