Em recente entrevista de rádio ao Ronan Farrow, o cantor John Mayer se pronunciou sobre a recente polêmica em que sua ex Taylor Swift se envolveu com o serviço de streaming, Spotify. John apoia a decisão de Taylor, pois segundo ele essa é uma “ótima maneira de artistas usarem sua voz”.

“Eu acho que isso seja realmente legal. Os artistas precisam que as pessoas com as vozes mais populares falem por eles… Você pode ir para o MET Ball e dizer ‘eu estou usando Valentino’ ou você pode usar sua voz para dar as coisas. Algumas pessoas vão dizer que você é sínico e está ajudando apenas a si mesmo, mas você não está dizendo que quer algo só pra si. É uma coisa muito legal para um músico fazer. É como se 2% da indústria tivesse 80% da atenção sobre algum assunto, existem quatro pessoas que conseguiriam toda essa atenção, e uma dessas quatro diz que quer falar por aquelas outras… o único motivo de falarem dessa polêmica do Spotify é porque ela é a Taylor Swift e isso é ótimo!”

John chegou a dizer que não se incomoda em não ser tão popular quanto a loira e deu sua faixa ”Paper Doll” – que muitos assumem ser sobre Taylor – como exemplo para o que a mídia dá atenção sem necessidade e também mostrar que não existe nada de estranho entre eles.

“Eu lancei uma música chamada Paper Doll, ela nunca chegou a ser ouvida como uma música, se tornou notícia por causa da letra… Eu não estou nesse ramo pra dizer pras pessoas sobre o que são as músicas. Eu nunca disse nada a respeito, mas veja, eu posso dizer o nome Taylor Swift, ela é uma artista, eu sou um artista. Vamos parar com isso, ninguém tem um câncer incurável. Nós temos a sorte de poder viver os nossos sonhos, vamos parar com isso… um artista é bem mais do que uma música ou um álbum, então é bem mais sobre a longevidade de tudo que vem junto.”





Twitter do site

Facebook do site