A Apple vem preparando terreno para o lançamento do Apple Music, seu novo serviço de streaming a estrear mundialmente no próximo dia 30, com uma divulgação massiva.

A marca vem fechando parcerias com grandes gravadoras e grandes artistas para o dia deste lançamento, e com sua proximidade muito começou a se especular sobre se finalmente conseguiriam lançar o mais recente álbum de Taylor Swift, o “1989”, em uma plataforma de streaming. Porém, um representante da gravadora de Taylor confirmou que apenas o catálogo anterior da cantora estará disponível no serviço (do “Taylor Swift” ao “Red”).

Taylor se envolveu em uma polêmica com o atual maior serviço de streaming, Spotify, no ano passado ao retirar todo seu catálogo da plataforma, pois segundo ela o serviço não estaria recompensando devidamente todos os envolvidos no processo de criação de música, e desvalorizando esta forma de arte, uma vez que ainda oferece pacotes de serviço gratuitos onde qualquer um pode ouvir o que quiser sem pagar nada pelo trabalho do determinado artista. Com isso, Taylor deixou seu catálogo disponível  apenas naqueles serviços exclusivamente pagos como Rdio, Pandora e Tidal.

Entretanto, o seu mais recente álbum “1989” permanece fora dessas plataformas e sem data prevista para estrear em qualquer uma delas. O rumor é de que talvez apenas os singles do álbum possam estrear direto na Apple Music, mas nos resta esperar o dia do lançamento para conferir.

A estratégia de Taylor é semelhante a de Beyoncé com seu álbum auto-intitulado lançado em dezembro de 2013, que só estreou em uma plataforma de streaming 11 meses após o seu lançamento oficial.

Fonte





Twitter do site

Facebook do site