07 de fevereiro de 24 Autor: Eduarda Altmann
ELA VOLTOU! Como foi a primeira noite da The Eras Tóquio

O grande retorno da The Eras Tour aconteceu em Tóquio, no dia 7 de fevereiro. Taylor Swift desembarcou na cidade para 4 shows após quase 5 anos longe das terras japonesas. A artista ficará em turnê 2024 inteiro, com mais 67 shows internacionais, na Oceania e Europa, e finalizará a turnê ao passar novamente pelos Estados Unidos, com mais 9 shows, e Canadá, com 8 espetáculos.

Falando em espetáculo, o de ontem à noite no Japão (ou hoje de manhã para nós) foi especial em vários sentidos. A setlist e os figurinos permaneceram (e coitado do macacão do “reputation”), mas Taylor interagiu em japonês com seus fãs, revelou detalhes de seu novo álbum, “The Tortured Poets Department”, tocou Dear Reader e Holy Ground como músicas surpresas e ainda trocou a letra de uma dessas!

Setlist

Lover

1 – Miss Americana & The Heartbreak Prince

2 – Cruel Summer

3 – The Man

4 – You Need to Calm Down

5 – Lover

6 – The Archer

Fearless

7 – Fearless

8 – You Belong With Me

9 – Love Story

evermore

10 – ’tis the damn season

11 – willow

12 – marjorie

13 – champagne problems

14 – tolerate it

reputation

15 – Ready for It?

16 – Delicate

17 – Don’t Blame Me

18 – Look What You Made Me Do

Speak Now

19 – Enchanted

20 –  Long Live

Red

21 – 22

22 – We Are Never Ever Getting Back Together

23 – I Knew You Were Trouble

24 – All Too Well (10 Minute Version)

folklore

25 – the 1

26 – betty

27 – the last great american dynasty

28 – august

29 – illicit affairs

30 – my tears ricochet

31 – cardigan

1989

32 – Style

33 – Blank Space

34 – Shake It Off

35 – Wildest Dreams

36 – Bad Blood

Músicas surpresas

37 – Dear Reader

38 – Holy Ground

Midnights

39 – Lavender Haze

40 – Anti-Hero

41 – Midnight Rain

42 – Vigilante Shit

43 – Bejeweled

44 – Mastermind

45 – Karma

Momentos de destaque

  • A tão esperada ponte de “Cruel Summer” sendo cantada pelos Swifties japoneses;
  • As luzes da canção “marjorie” iluminando o Tokyo Dome;
  • Taylor falou que seu plano inicial era anunciar o “The Tortured Poets Department” no palco do Grammy, caso vencesse alguma categoria, senão ela teria anunciado no primeiro show de Tóquio: “Outra coisa que tenho que agradecer, nós tivemos uma noite bem louca no Grammy! Tantas coisas aconteceram. Eu estava pensando que se eu tivesse uma oportunidade de subir no palco eu ia anunciar o álbum!”.

    Taylor também revelou que começou a escrever o álbum logo após de finalizar o “Midnights” e que foi gravado durante a etapa estadunidense da “The Eras Tour”, em suas saídas para o estúdio. “Tenho trabalhado em ‘Tortured Poets’ desde logo depois que finalizei o ‘Midnights’. Você entrega um álbum com meses de antecedência para a gravadora para poder fazer vinis – que são os melhores. Então comecei a trabalhar nele imediatamente depois disso e estive trabalhando nele por cerca de dois anos. Trabalhei nele durante toda a turnê pelos EUA, e quando ficou perfeito, na minha opinião, ou quando estava bom o suficiente para vocês, eu terminei. E estou tão animada que em breve ouviremos ele, em breve poderemos viver ele juntos.”
  • Além disso, Taylor mencionou os comentários negativos de que ela lança muitos álbuns. “Todo mundo fica tipo, ‘Por que você faz tantos álbuns?’ Eu fico tipo, ‘Cara, porque eu adoro isso! Eu amo tanto isso! Estou me divertindo, me deixe em paz.'”
  • Taylor arriscando o japonês;
  • Momento em que Taylor troca a letra de “Dear Reader” ao cantá-la pela primeira vez ao vivo: “these desperate prayers of a cursed man” (essas preces desesperadas de um homem amaldiçoado) para “these rentless tears of a cursed man” (essas lágrimas inquietas de um homem amaldiçoado).
  • Taylor Swift cantando “Holy Ground” com um sorriso no rosto.
  • E por último, a loirinha quase caindo em sua performance de “Vigilante Shit”!





Twitter do site

Facebook do site