O ator Dominic Sherwood teve o seu primeiro grande papel no filme Academia de Vampiros, mas ele será lembrado por algum tempo como a estrela do clipe de “Style”. Ele falou com o Huffington Post sobre como foi fazer o clipe de Taylor Swift.

Como é estrelar em um clipe com Taylor Swift

Dominic Sherwood já teve aparições em “A Fantástica Fábrica de Chocolate”, “Not Fade Away” e “Academia de Vampiros”, mas a sua grande exposição para o mundo foi quando o vídeo clipe para “Style” de Taylor Swift foi lançado no mês passado. Ele faz o cara que tem o olhar sonhador de James Dean em seus olhos (de cores diferentes). E como é filmar um clipe com Taylor Swift, você pergunta? O HuffPost Entertainment foi direto a fonte: o ator inglês de 25 anos, que filmou o clipe durante quatro dias no verão passado em Los Angeles, nos levou desde a primeira mensagem de texto (da própria Swift, que é amiga de Sherwood) até uma explosão em seu Twitter no dia do lançamento.

Como você acabou no clipe de “Style”?

Eu conheço a Taylor há um pouco mais de um ano já. Nos conhecemos através de amigos em comum. Cerca de um mês antes do clipe começar a ser filmado ela me mandou uma mensagem e me perguntou se eu já tinha pensado em fazer parte de um vídeo clipe. Eu, literalmente, tinha acabado de gravar um filme na época e disse: “Bem, depende para quem seria e o que eu iria fazer”. E ela disse: “Bem, seria para mim”. E eu disse: “Oh, wow”. Eu fiquei muito lisonjeado mesmo que ela pensou em mim e me considerou. Eu já tinha visto o diretor uma ou duas vezes antes, o Kyle Newman. Foi muito animador, antes mesmo que eu soubesse o que iria fazer.

Beijar a Taylor fez parte da proposta inicial?

Sabe que o que é interessante é que não nos beijamos. Se você assistir o vídeo de novo, não nos beijamos. Acredite, eu saberia se tivéssemos nos beijado, absolutamente. Foi algo que nós conversamos, Taylor, Kyle e eu. Ela queria que fosse mais insinuado. Tudo é um pouco na imaginação, mais do que diretamente ali na tela. Nós nunca nos beijamos em momento algum.

A música é sobre alguém parecido com James Dean. É assim que Taylor te descreveria?

Taylor disse que eu me enquadro na pessoa que eles queriam no vídeo. Acho que tinha muitos dos atributos que ela queria e que ela descreve na letra. E quando nos encontramos e conversamos, muita das coisas que eu estava vestindo, é como eu me visto.

“Style” estava sendo tocada repetidas vezes enquanto você filmava?

Estava sempre tocando no fundo, mas é interessante que muitas vezes estava sendo tocada no dobro da velocidade. Até hoje, não sei exatamente o por quê. Acho que pode ter a ver com diminuir a velocidade para a quantidade de quadros — algo assim. Quando ouvi pela primeira vez no rádio disse: “Está um pouco lenta, não? Meio diferente?” e aí que percebi que eles tocam com o dobro da velocidade enquanto filmam.

Você é um cara definido, mas se preparou de alguma maneira para entrar em forma para as cenas sem camisa?

Eu tinha acabado de terminar um filme chamado “Take Down” em que eu tinha que estar bem em forma fisicamente. Eu treinei pesado para isso. Alguns meses depois que eu acabei com “Take Down” que Taylor falou comigo sobre isso. Eu estava meio que fora de forma. Eu não estava malhando e ela me mandou o storyboard e eu pensei: “Oh, deus, estou sem camisa em várias partes. Ok, certo, de volta para academia”. Nós não tivemos muito tempo. Eu acho que tive duas ou três semanas de treino de verdade para voltar a forma. Eu malhei pesado. Fui para a academia umas cinco, quatro vezes na semana.

Seu rosto está muitas vezes sobreposto nas roupas ou mãos de Taylor ou em um espelho. Você teve que filmar algo especial para isso?

Não, e isso que foi interessante sobre isso: no primeiro diz nós filmamos em um tipo de tenda. Eles filmaram o meu rosto, meus olhos e todas as coisas que você vê na Taylor, no vestido dela e no espelho. E para o resto das filmagens nós fizemos com projeções ao vivo no set. O negócio dos espelho foi tudo feito na pós-produção, mas as projeções em que eu estou no vestido dela e ela está projetada em mim, foi tudo feio ao vivo no set com um projetor. Foi ótimo. Foi legal ver isso acontecer em primeira mão porque em muitos filmes que eu participei isso é feito depois. Você nunca consegue ver o produto até ver o filme na estreia ou até que você consegue uma exibição dele, então foi muito legal ver isso acontecer ao vivo na sua frente.

Quando você viu o vídeo pela primeira vez?

Todo mundo quis ficar quieto. Eu tinha visto partes, mas não vi o vídeo inteiro até que ele foi lançado.

Como foi a resposta? Você se sente outro homem?

Não, não, não mesmo. Teve uma pequena explosão no meu Twitter, o que foi legal. E foi tudo o que aconteceu. Não me mudou de forma nenhuma. Quando foi lançado eu estava no meio da gravação de um filme, então estava focado naquilo. Eu fui para o meu trailer e meu celular tinha explodido e pensei: “Wow, acho que o vídeo foi lançado e é por isso que meu telefone está se comportando assim”. Tivemos uma resposta bem positiva para o vídeo, especialmente porque é diferente de tudo o que a Taylor fez antes. Taylor, Kyle e a equipe dela fizeram um trabalho incrível em meio que reinventar a roda em que ela reimaginou e trabalhou em cima do que ela poderia fazer como artista.

Estrelas de clipes são meio que um sex symbol. Seu feed do Twitter deve ter ficado cheio de comentários do tipo.

Yeah, tem muitas articulações sobre isso, especialmente sobre meus olhos. É bem óbvio que no vídeo meus olhos são de cores diferentes e eles realmente são. É assim que meus olhos são. Tiveram muitas respostas sobre meus olhos e as pessoas perguntando se eram de verdade ou se foi feito para o vídeo. Eles são reais. Posso contar para todo mundo agora.

É tipo o #TheDress

Isso é muito interessante — é o que Taylor e eu estávamos conversando ontem. As pessoas acham que estão tendo uma ilusão de ótica com os meus olhos. Mas, não, eles são realmente castanho e azul. Não estou tentando enganar ninguém.

Quantas vezes você viu a Taylor desde a gravação?

Na verdade, eu não a vi desde que finalizei o vídeo. Ela está tão ocupada certamente conquistando o mundo aos poucos. Mas nós conversamos de vez em quando.

Você tem uma música favorita da Taylor?

Se eu disser qualquer coisa além de “Style”, eu pareceria um grande idiota, não? Na verdade, eu gosto de “Blank Space”. Nós tínhamos uma piada interna depois que eu fiz o clipe por causa do Sean O’Pry, que é o cara de “Blank Space”. Toda vez que o vídeo ou a música começavam a tocar, meus amigos me olhavam e falavam: “Eu odiaria ser o cara do próximo vídeo porque ele é muito bonito, esse Sean”. E eu falava: “Yeah, obrigado, você é demais. Obrigado por me apoiar”.

Fonte





Twitter do site

Facebook do site