Recentemente, no podcast The Twilight Effect, o diretor do segundo filme da Saga Crepúsculo, Chriz Weitz, revelou que Taylor Swift foi rejeitada de um papel como figurante em “Crepúsculo: Lua Nova”, pois ele achou que sua participação roubaria o foco do resto do filme por ser “famosa demais”.

Na época em que a Saga Crepúsculo foi lançada, lá no final dos anos 2000, Taylor era uma das maiores fãs dos livros e filmes (uma “Twi-hard”, como os fãs costumavam se chamar).

Agora, mais de uma década depois, Chris Weitz revelou que ele relutantemente teve que negar a ela o papel de uma figurante no filme.

“Taylor Swift era uma grande Twi-hard, e nós tínhamos o mesmo agente na época. Ele me disse, ‘Taylor gostaria de estar neste filme – não por sua causa, mas ela é uma Twi-hard!’”, Weitz disse. “‘Ela seria alguém no refeitório, ou no restaurante ou o que quer que seja, mas ela só quer estar neste filme.’”

Mas não teve jeito, sua participação foi negada.

Curiosamente, em 2009 Taylor participou de uma paródia da saga no Saturday Night Live. Relembre:





Twitter do site

Facebook do site