Um fonte disse ao ET que o namorado de quatro anos da cantora tem sido um “grande sistema de apoio” enquanto ela lida não apenas com as ameaças globais do coronavírus mas também com a batalha de sua mãe contra o câncer. A primeira vez que Swift falou sobre o diagnóstico da mãe foi em 2015. O câncer retornou em 2019 e em entrevista à Variety, em janeiro de 2020, a cantora compartilhou que o médico de Andrea havia encontrado um tumor cerebral.

“Ela estava passando pela quimioterapia, e isso é algo suficientemente difícil para alguém enfrentar”, ela disse na época. “Durante o tratamento, eles encontraram o tumor no cérebro. E os sintomas que alguém com um tumor no cérebro enfrenta não são nada parecidos com os que já vivenciamos com seu câncer antes. Então tem sido muito difícil para nossa família”.

Felizmente, segundo a fonte do ET, Swift tem contado com sua família, incluindo Alwyn, para se apoiar enquanto dão suporte à Andrea em sua batalha médica.

“[Taylor] tem passado por um período difícil com a saúde de sua mãe, mas Andrea está em tratamento e ela e a família tem tentado se manter otimistas”, a fonte compartilhou. Ela está focada em sua música e está passando bastante tempo com Joe. Taylor queria mesmo tirar um tempo pra si e para a família esse ano então, nesse aspecto, a quarentena e a pausa nos compromissos tem sido algo positivo para ela”.

Swift até conseguiu encontrar inspiração para novas músicas na quarentena — lançando seu aclamado oitavo álbum, folklore, que recebeu diversas indicações ao Grammy e coroou o agridoce 2020 da cantora.

“Joe tem sido um grande sistema de apoio para a Taylor. Ele é uma constante na vida dela que ela sabe que pode contar”, a fonte do ET disse. “Joe tem ajudado Taylor com sua música, a inspirando. Ela é extremamente grata por tê-lo e está muito apaixonada. Ele é seu animador e sua fortaleza. Eles têm falado sobre o futuro juntos e amam passar juntos as festas de fim de ano, estão ansiosos pra isso.”

Swift inclusive revelou recentemente a verdade sobre uma comentada teoria dos fãs: Alwyn contribui mais para o folklore do que só como a inspiração. Durante seu novo filme / concerto no Disney+, folklore: the long pod studio sessions, a cantora de 30 anos revelou que William Bowery, o misterioso compositor creditado nas músicas “Betty” e “Exile”, é na verdade um pseudônimo para seu namorado.

“Muito se discutiu sobre William Bowery e sua identidade. Ele não é uma pessoa real”, Swift conta aos colaboradores Aaron Dessner e Jack Antonoff no filme. “William Bowery é o Joe, como nós sabemos. Joe toca piano lindamente e está sempre tocando, inventando e meio que criando coisas”.

A primeira parceria do casal foi em “Betty”, música para qual — Swift revelou — ele compôs o refrão.

“Eu escutei Joe cantando o refrão inteiro e formado de ‘Betty’ em outra sala. E eu cheguei, tipo, ‘Olá’. Swift relembra. Foi um passo que nós nunca daríamos porque, tipo, porque iríamos escrever uma música juntos? Essa foi a primeira vez que tivemos uma conversa onde eu cheguei, tipo, ‘Ei, isso pode ser meio estranho e nós podemos odiar, mas será que — já que estamos em quarentena e não tem mais nada acontecendo — será que poderíamos tentar e ver como seria se escrevêssemos essa música juntos?”

Matéria publicada pelo ET Online e traduzida pela Equipe TSBR.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up