header34

1989 e Blank Space não param de fazer barulho. Depois do álbum fazer história ao vender 1.287 milhões de cópias na primeira semana e de Blank Space continuar o legado substituindo Shake It Off nas paradas da Billboard, é a vez de ambos ganharem destaque nas listas de final de ano. Tradicionalmente, os mais diversos meios fazem listas daquilo que teve de melhor no ano que está acabando, e depois da boa recepção da critica ao 1989, não é surpresa que Blank Space tenha sido eleita pela TIME como a segunda melhor música de todo 2014 e 1989 tenha ficado na 4ª posição entre os melhores álbuns.

4 – 1989, Taylor Swift

Esqueça das vendas que quebraram recordes, diversas aparições promocionais e o bate-boca com o Spotify — tudo isso é distração. O 1989 de Taylor Swift é o melhor álbum pop mainstream do ano, acumulando mais ganchos e emoções por metro quadrado do que qualquer outra coisa nas paradas. Uma especialista de letras sobre corações quebrados há muito tempo, Swift prova com o 1989 que é tão ágil com o som, trabalhando com grandes colaboradores para construir um LP brilhante e atrevido que é delirantemente estranho mas forte o suficiente para o Top 40. A grande princesa do country agora é, aparentemente, a herdeira do pop.

2 – Blank Space, Taylor Swift

Blank Space chegou ao 1° lugar das rádios na força de seu gancho — uma refrão eufórico para se cantar junto tão suave, que só poderia ter sido criado por um Sueco — mas o verdadeiro gênio da música está em sua letra. Isso é uma composição ao seu conceito mais brilhante: “Blank Space” dá a Swift a estrutura para cantar sobre sua imagem pública de devoradora de homens enquanto simultaneamente conta uma história que se parece tão relacionável — afinal de contas, quem não se sente como um jardim de rosas cheio de espinhos de vez em quando? Swift nunca foi tão brincalhona e autoconsciente.

Fonte 1  Fonte 2





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up