Plaay +5mi de músicasEscute músicas de Taylor Swift onlineplaylists

Biografia

Taylor Alison Swift nasceu no dia 13 de dezembro de 1989 em Reading, Pensilvânia. É a filha mais velha do corretor da bolsa de valores Scott Swift e da dona de casa Andrea Swift, e foi criada ao lado do seu irmão mais novo, Austin Swift, em uma fazenda de cultivo de árvores de Natal na cidade interiorana de Reading, Pensilvânia.

Quando estava na quarta série, Taylor venceu um concurso nacional de poesia com um poema de três páginas chamado “Monster In My Closet” (Monstro em meu Closet). Já aos 10 anos, influenciada ao meio artístico por seus ídolos, como LeAnn Rimes, Shania Twain, Faith Hill e sua avó que era cantora de ópera, Taylor começou a se apresentar em shows de karaokê, festivais e feiras na cidade onde morava.

Nesta época Taylor afirma ter sofrido “bullying” na escola que frequentava porque as outras crianças não estavam acostumadas com o seu gosto pela música country e com o seu desejo de se tornar uma cantora profissional. Inclusive, em sua música “The Best Day” ela trata desse período difícil e comenta como o apoio de sua mãe ajudou a superar as dificuldades.

Com apenas 11 anos convenceu seus pais a fazerem uma viagem até Nashville, a capital da música country, após assistir em um documentário em que mostrava Faith Hill sendo descoberta na capital do Tennessee. Sua mãe parava o carro em frente às grandes gravadoras e uma pequena Taylor entregava um CD contendo algumas músicas demo gravadas em estúdio pedindo, ingenuamente, pare que ligassem para ela se estivessem interessados.

Taylor voltou para casa e, mesmo não recebendo resposta das gravadoras, não desistiu. Ela percebeu que precisava se diferenciar das inúmeras outras cantoras de country que lutavam por um contrato. Por isso, aos 12 anos aprendeu a tocar os primeiros acordes no violão com a ajuda de um rapaz que foi consertar seu computador. Sua primeira música se chamou “Lucky You” e foi escrita quando tinha 13 anos.

Após seus pais perceberem que ela não desistiria de realizar seu sonho, eles começaram a fazer visitas regularmente à Nashville, até que aos 14 anos de idade a família Swift mudou-se de vez para uma casa espaçosa próxima a um lago em Hendersonville, um dos subúrbios da capital da música country. Todos os dias depois da escola, Taylor ia ao centro da cidade e escrevia músicas com co-escritores locais pela Sony/VGA, seu primeiro emprego no mundo da música.

Quando tinha 15 anos, Taylor assinou um contrato de desenvolvimento e experiência com a famosa gravadora RCA com validade de um ano. Contudo, quando a gravadora resolveu prolongar seu contrato de desenvolvimento em vez de gravar suas composições, Taylor decidiu não continuar com a RCA e rompeu o contrato. Em 2005 Taylor teve a chance de se apresentar no ‘The Bluebird Café’, lugar tradicional em Nashville em que vários compositores costumam se apresentar todas as noites. Ela chamou a atenção de Scott Borchetta, que estava abrindo sua nova gravadora independente. Borchetta a convidou para ser sua primeira aposta na Big Machine Records permitindo que ela escrevesse suas próprias músicas, sendo esta a gravadora de Taylor até hoje.

No mesmo ano em que assinou o contrato, Taylor começou a gravar suas primeiras composições que depois vieram a formar seu primeiro álbum, “Taylor Swift”. Seu single de estréia, “Tim McGraw”, foi tocado nas rádios no dia 19 de junho de 2006. Com o sucesso do single, Taylor gravou seu primeiro videoclipe, que foi gravado em julho de 2006 e foi ao ar pela primeira vez, no canal country GAC.

A música foi um sucesso e seu primeiro álbum, que leva seu próprio nome, foi lançado dia 24 de outubro de 2006, vendendo 39 mil cópias na primeira semana. Pouco tempo depois, o álbum chegou à primeira posição da parada Billboard Top Country Albums e em quinto lugar na Billboard 200, tendo ficado no topo das listas por 24 semanas. Hoje o álbum é certificado 5x Platina pela Recording Industry Association of America.

Os próximos singles do seu álbum de estréia foram: “Teardrops On My Guitar” (o seu primeiro a receber versão para as rádios pop), “Our Song” (o seu primeiro a ocupar a 1a posição na parada country da Billboard), “Picture To Burn” e “Should’ve Said No”. Em 16 de Outubro de 2007, Taylor também lançou, em parceria com as lojas Target, seu EP natalino “Sounds Of The Season: The Taylor Swift Holiday Colection”.

Foi em 2007 que ganhou seu primeiro prêmio, o ‘Breakthrough Video of the Year’ com o clipe de “Tim McGraw” no CMT Music Awards e foi  indicada ao seu primeiro Grammy, na categoria ‘Best New Artist’, que acabou perdendo para Amy Winehouse.

Seguindo o sucesso de seu álbum, Taylor entrou em turnê entre 2007 e 2008 abrindo os shows  dos cantores country Brad Paisley, George Strait, Tim McGraw e Rascal Flatts. Na metade de 2008 lançou um EP entitulado “Beautiful Eyes” que contava com 2 músicas inéditas, “Beautiful Eyes” e “I Heart?”, somente disponível nas lojas Wal-Mart.

Em Junho de 2008, no maior festival de música country, o CMA Music Festival, ela assinou autógrafos por aproximadamente oito horas seguidas, sendo a sessão de autógrafos mais longa desde a maratona de 23 horas de Garth Brooks em 1996. A própria Taylor bateu seu próprio recorde em 2010 quando ficou 14 horas e 30 minutos assinando autógrafos, conversando e abraçando fãs em Nashville. Essa dedicação é um diferencial em sua carreira, sendo que ela faz em todos os shows “meet-and-greets” e “T-Parties” (os fãs mais empolgados são escolhidos durante os shows para conhecer e tirar fotos com Taylor depois).

Para manter uma relação pessoal com os fãs ela também postava nessa época no Youtube vídeos pessoais que ela mesma editava e até hoje atualiza regularmente sua conta do Twitter (@taylorswift13) com detalhes de sua vida pessoal e diversas fotos.

Impossibilitada desde 2007 de frequentar a escola porque estava em turnê, Taylor se formou em julho de 2008 na “Academia Aaron”, uma escola cristã em Hendersonville, Tennessee, que oferece um programa de ensino em casa.

Em 12 de Setembro, Taylor lançou oficialmente “Love Story”, primeiro single de seu segundo álbum, que conseguiu o 1º lugar na parada de country da Billboard e 3º lugar na Billboard Hot 100, se tornando também o single country com o maior número de downloads da história.

Outro grande episódio que marcou seu ano de 2008 foi gravar um dueto com uma das bandas preferidas de sua mãe, Def Leppard, em Nashville no mês de outubro. O show com a banda de rock e a estrela country foi gravado e rendeu um DVD, “CMT Crossroads – Def Leppard & Taylor Swift”.

Em 11 de novembro de 2008 seu segundo álbum, “Fearless”, estreou em primeiro lugar nas paradas vendendo quase 600 mil cópias na primeira semana, sendo que todas as suas músicas foram escritas ou co-escritas por Taylor. Hoje o álbum é certificado 6x Platina, e  seus outros singles foram “White Horse”, “You Belong With Me”, Fifteen” e “Fearless”.

O sucesso do álbum rendeu a Taylor sua primeira turnê solo, a “Fearless Tour 2009″, que teve início em 23 de abril de 2009 e percorreu diversos estados americanos, se estendendo pelo Canadá, Reino Unido, Austrália e Japão, sendo finalizada com o total de 105 shows em 5 de junho de 2010.

Um detalhe que chamou atenção em diversas entrevistas feitas durante o período da turnê foi que todas as decisões administrativas relativas a sua carreira foram feitas pela própria Taylor. Mesmo com apenas 19 anos na época, ela organizou todos os detalhes dos shows, desde decoração a arranjos musicais. Em vez de contratar uma agência para organizar sua carreira, ela fundou a sua própria e, desde o início, tomou pessoalmente todas as decisões possíveis quanto as turnês, contratos e álbuns.

Impulsionada pela imagem de “menina de família” por não beber álcool, não fumar e não frequentar baladas, Taylor Swift, considerada uma excelente modelo para as diversas meninas jovens que a idolatram, se tornou em 2009 um dos maiores nomes da música americana, título que ostenta até hoje. Chegou a fazer participações em canções com grandes nomes musicais como John Mayer (“Half Of My Heart”), Boys Like Girls (“Two is Better Than One”).

Dentre diversos prêmios recebidos por “Fearless”, os mais distintos foram os de “Álbum do Ano” no ACM Awards, CMA Awards e os 4 Grammy Awards, todos em 2009. Inclusive, foi em 2009 que ocorreu um grande episódio que marcou a carreira de Taylor: Kanye West ter arrancado o microfone de suas mãos durante seu discurso de agradecimento pelo prêmio de “Melhor Vídeo Feminino” por “You Belong With Me” no MTV Video Music Awards.

Ainda em 2009, Taylor teve o seu primeiro papel oficial no cinema, estrelando no filme “Idas e Vindas do Amor”. No mesmo ano também foi a apresentadora e convidada musical no famoso Saturday Night Live e fez uma breve aparição em “Hannah Montana – O Filme”.

Taylor começou 2010 com o pé direito, primeiro estreando como a garota propaganda da maior marca de cosméticos nos EUA, a CoverGirl, e além disso, recebendo 4 dos 8 Grammys que concorria na premiação daquele ano, incluindo “Álbum do Ano”, vencendo de nomes como Beyoncé, Black Eyed Peas e Lady Gaga.

Porém, este mesmo evento jogou seu nome na mídia de forma negativa, pois sua performance na premiação em um medley com a lenda da música Stevie Nicks, não agradou a todos. Um dia após o evento, a internet estava cheia de críticas sobre a performance vocal de Taylor, muitos comentários negativos sobre se ela sabia ou não cantar de fato. Porém isso não a abalou, em vista de que já estava em estúdio preparando seu novo álbum.

Em meados de junho daquele ano começaram a vazar na internet rumores sobre o primeiro single do 3º álbum de Taylor, qual videoclipe já estava em fase de gravação as escondidas no interior do estado do Maine. Mas enfim, Taylor anunciou por meio de um webchat com os fãs que o nome do single era “Mine” e seu lançamento aconteceria no dia 16 de agosto, e ainda que o álbum se chamaria “Speak Now”.

“Mine” não foi lançada na data programada por ter vazado na internet 12 dias antes, o que fez com que Taylor e sua gravadora tomassem uma atitude imediata de lançar o single no mesmo dia no iTunes. A música foi parar no topo das mais baixadas da loja virtual, quebrando mais um recorde até então.

Em 25 de outubro de 2010, Taylor lançou seu terceiro álbum, “Speak Now”, que vendeu mais de 1 milhão de cópias na primeira semana, mais do que qualquer outro álbum nos últimos 2 anos. Foi aclamado por grande parte dos críticos, sendo citado diversas vezes como um dos melhores do ano, o que é impressionante considerando que foi o primeiro álbum em que Taylor escreveu sozinha (sem co-autores) todas as músicas.

Com letras mais elaboradas como as da música “Dear John” e abortando de temas mais adultos, “Speak Now” consolidou Taylor como um dos maiores nomes na música mundial em 2011, sem abandonar a qualidade autobiográfica de suas músicas que desperta a curiosidade dos seus milhares de fãs e da mídia sobre quem cada música foi escrita. Os singles lançados em seu terceiro álbum foram: “Mine”, “Back to December”, “Mean”, “The Story of Us”, “Sparks Fly” e “Ours”.

Entre os prêmios que “Speak Now” já ganhou estão o Billboard Award de “Top Country Album”, o American Music Awards de “Favorite Country Album” e a indicação ao Grammy de “Best Country Album”, todos em 2011. Além das indicações pelo álbum, 2011 foi um grande ano para Taylor por ela ter vencido como “Entertainer of the Year”, maior honra das premiações country, tanto no ACM como no CMA Awards e por ter ganho o prêmio de “Artist of The Year” no American Music Awards, desbancando nomes como Katy Perry e Adele.

Também entrou para o “Guinness Book”, o livro dos recordes, por “Speak Now” ter sido o “Álbum digital mais rapidamente vendido por uma artista feminina” e por “Ter mais músicas simultaneamente na lista Hot 100 da Billboard por uma artista”.

O álbum motivou a segunda turnê de Taylor, a “Speak Now World Tour” que começou em 09 de fevereiro de 2011 e foi, juntamente com as turnês de Bon Jovi e U2, uma das maiores do ano. Dividida em 4 partes, a turnê passou pela Ásia, Europa, América do Norte e Oceania, totalizando 111 shows e, conforme estipulações, tendo rendido valor bruto superior a 100 milhões de dólares, sendo a segunda turnê mais lucrativa do ano, só perdendo para 360° Tour do U2.

Uma das peculiaridades deste tour foi a grande variedade de covers realizados por Taylor e de artistas convidados para cantarem uma música extra com ela como T.I., Usher, Nicki Minaj, Hayley Williams, Kenny Chesney, Selena Gomez, Tim McGraw, B.O.B e outros. Ainda, para imortalizar o tour, foi lançado o CD/DVD “Speak Now World Tour” em novembro de 2011.

Ainda em 2011 Taylor Swift lançou sua primeira fragrância intitulada “Wonderstruck”, o lançamento do perfume foi um sucesso. No final do ano, Taylor foi honrada com o título de “Woman Of  The Year (Mulher do Ano)” pela Billboard em um evento de gala em Nova York, lá Taylor exibiu em público seu novo visual, um cabelo totalmente liso e franja.

Taylor já começou 2012 com o pé direito, logo no início do ano venceu duas, das três categorias que concorria no Grammy Awards 2012, totalizando assim 6 Grammys para seu currículo. Além disso, entrou em processo de lançamento da animação “The Lorax”, qual foi dubladora da personagem Audrey. Com um companheiros de elenco de peso, Taylor foi a vários eventos de divulgação do filme.

No início do ano Taylor lançou duas músicas inéditas, “Safe & Sound” em parceria com a dupla The Civil Wars, e “Eyes Open”, ambas para a trilha sonora do filme “Jogos Vorazes”. Em março foi divulgado que Taylor estaria presente em uma faixa do, até então inédito, novo álbum do rapper B.o.B, então em Maio pudemos conferir a parceria dos dois em “Both Of Us”.

Tantas conquistas, uma divulgação massiva e uma conduta impecável renderam a Taylor muito sucesso e, consequentemente muito dinheiro. Ela foi apontada pela Forbes como a celebridade com menos de 30 anos a mais faturar entre Maio de 2011 e Maio de 2012, um total de 57 milhões de dólares em adição a fortuna anterior já acumulada. Foi com este dinheiro que Taylor comprou uma cobertura em Nashville, uma casa em Los Angeles, e a mais recente casa em Sea Isle City, Nova Jersey.

Em Agosto de 2012, Taylor lançou a música “We Are Never Ever Getting Back Together” como primeiro single de seu quarto álbum de estúdio, “Red”. Em cerca de 50 minutos, a música atingiu o topo da loja virtual do iTunes dos Estados Unidos, sendo o single mais rápido da história a alcançar a primeira posição, e atingindo o topo em mais de 30 países diferentes. Mais tarde, a música se tornaria a primeira música de Taylor a alcançar o primeiro lugar no Billboard Hot 100.

Para divulgar seu novo trabalho, Taylor ainda lançou mais quatro músicas como singles promocionais: “Begin Again”, “Red”, “I Knew You Were Trouble” e “State of Grace”, que atingiram a 7ª, 6ª,  3ª e 13ª posição no Billboard Hot 100, respectivamente.

Na edição de 2012 do programa Stand Up To Cancer, famoso por arrecadar fundos para as pesquisas contra o câncer, Taylor cantou a música “Ronan”, que escreveu em memória de um menino de quatro anos que morreu de neuroblastoma, um tipo de câncer na glândula supra-renal. A música foi lançada na loja virtual do iTunes e todas as vendas foram direcionadas para a caridade.

Em 22 de Outubro de 2012, Taylor Swift lançou seu quarto álbum de estúdio, “Red”, que, logo na primeira semana, vendeu 1.28 milhão de cópias, se tornando a segunda maior estreia por uma mulher, apenas perdendo para o álbum “Oops!… I Did It Again” de Britney Spears, que vendeu 1.31 milhão.

“Red”, que trouxe colaborações de artistas como Ed Sheeran (“Everything Has Changed”) e Gary Lightbody, do Snow Patrol (“The Last Time”), foi um sucesso absoluto que já ultrapassou mundialmente as vendas de todos os seus álbuns, com exceção de “Fearless, que ainda se mantém o maior sucesso da cantora. O álbum conseguiu duas indicações no 56º Grammy Awards por Álbum do Ano e Melhor Álbum Country, apesar de não ter ganho em nenhuma das duas categorias.

Ainda em 2012, Taylor foi premiada com o The Big Help Award, prêmio do Kids’ Choice Awards entregue a pessoas que ajudam a mudar o mundo através da caridade.

Desde o lançamento de “Red”, Taylor Swift tem sido criticada por parte da mídia por ter abandonado o country e seguido pelo pop. A cantora, que sempre mostrou que gostava de experimentar novos campos na música, principalmente em seu álbum “Speak Now”, que apresentou diversas novidades nas suas músicas, mantém seu argumento de que seu amor pelo country e pelo pop é o mesmo.

O álbum ainda contou com mais seis singles: “Begin Again”, “I Knew You Were Trouble” e “Red”, que já haviam sido lançados como promocionais e foram relançados, “22”, “Everything Has Changed”, dueto com Ed Sheeran” e “The Last Time”, dueto com Gary Lightbody.

Em parceria com a ABC News, no dia 25 de Outubro de 2012, Taylor Swift anunciou que sairia em turnê no começo de 2013 para promover “Red”. O primeiro show da “Red Tour” foi na cidade de Omaha, Nebraska, nos Estados Unidos e, até o momento, a turnê já contou com nomes como Ed Sheeran, Austin Mahone, Florida George Line, Neon Trees e The Vamps e participações especiais de artistas como Ellie Goulding, Hunter Hayes, Rascal Flatts, Sara Bareilles, Cher Lloyd e Jennifer Lopez.

Desde então, Taylor tem mostrado sua habilidade de empreendedora. Seguindo sua fragrância “Wonderstruck”, a cantora também lançou “Wonderstruck Enchanted”, considerada como cativante e sendo outro sucesso de venda, e “Taylor by Taylor Swift” que, segundo a própria cantora, tem um toque mais elegante que suas duas fragrâncias anteriores, refletindo mais de seu próprio estilo. Taylor também tem uma coleção exclusiva da marca de tênis Keds.

Em julho de 2013, Taylor começou a escrever músicas para seu quinto álbum de estúdio, que ainda não foi nomeado e tem seu lançamento previsto para o fim de 2014, já conta com ajuda criativa de Max Martin e Johan Shellback, nomes importantes na criação de “Red”, Diane Warren, que já compôs os sucessos “Because You Loved Me” de Céline Dion e “I Don’t Want to Miss A Thing” do Aerosmith e já acumula seis nomeações ao Academy Awards por suas músicas, e Ryan Tedder, vocalista do OneRepublic e compositor responsável por inúmeros sucessos do mundo pop, como “Bleeding Love” de Leona Lewis.

Compartilhe

Publicidade