Taylor Swift assinou um contrato exclusivo de gerenciamento dos direitos de suas composições com o Universal Music Publishing Group, depois de ter estado com a Sony / ATV desde a adolescência, quando chegou a Nashville.

A mudança não apenas coloca toda a produção criativa de Swift sob a bandeira Universal, mas também faz com que ela se junte ao executivo de Nashville que trabalhou com ela desde que a mesma assinou com a Sony / ATV aos 14 anos de idade.

A mudança era amplamente esperada, pois não apenas coloca toda a futura produção criativa de Swift sob a bandeira da Universal, como também junta a cantora com o ex-chefe da Sony / ATV Nashville, Troy Tomlinson, que se tornou presidente / CEO da UMPG (Universal Music Publishing Group) Nashville em julho de 2019. Em um comunicado, a estrela pop expressou seu entusiasmo por se unir com Tomlinson e por começar a trabalhar com a presidente / CEO geral da UMPG, Jody Gerson.

“Estou orgulhosa de estender minha parceria com Lucian Grainge e o grupo Universal Music assinando com a UMPG”, disse Taylor Swift em seu comunicado, “e pela oportunidade de trabalhar com Jody Gerson, a primeira mulher a administrar uma grande editora musical… Jody é uma defensora do empoderamento das mulheres e uma das líderes da indústria mais respeitadas e fortes… Troy Tomlinson tem sido uma parte incrível do meu time por mais de metade da minha vida e um apaixonado representante de compositores. É uma honra trabalhar com uma equipe tão incrível, especialmente quando se trata da minha coisa favorita no mundo: compor músicas.”

O contrato de Swift com a Sony/ATV estava previsto para acabar no final de 2019.

Tomlinson foi presidente / CEO da Sony / ATV Nashville desde 2005, até sair no verão passado. Foi aos 14 anos que Swift, agora com 30 anos, se tornou a artista mais jovem a assinar contrato com a Sony / ATV, um ano antes de assinar seu contrato de gravação com a Big Machine Records.

“Tive o prazer de trabalhar com Taylor desde os seus 14 anos”, disse Tomlinson em um comunicado, “e ela ainda me surpreende diariamente.” No comunicado, ele chama Taylor de “a verdadeira definição de artista e compositora multifacetada”.

O chefe da UMPG Nashville disse que “as músicas, a visão e a determinação inabalável de Taylor sempre foram uma inspiração. Estou muito feliz e orgulhoso por continuar representando Taylor e sua música, e estou confiante de que a UMPG será a melhor e mais criativa parceira quando o assunto é fornecer oportunidades incomparáveis para suas músicas.”

Gerson disse também: “Temos a honra de receber Taylor Swift na UMPG. Usando seu poder e voz para criar um mundo melhor, a composição honesta e corajosa de Taylor continua sendo uma inspiração para inúmeros fãs. Esperamos ampliar ainda mais a voz e as músicas de Taylor em todo o mundo.”

Em novembro de 2018, Swift deixou oficialmente a Big Machine e assinou com a Universal Music Group, sendo a Republic Records da UMG sua gravadora nos EUA.

“Lover”, seu sétimo lançamento em estúdio, foi o álbum mais vendido de 2019 e o único do ano a acumular 1 milhão em vendas físicas. A gravadora divulgou um número constando mais de 5 milhões vendas, com mais de um milhão desse total vindo da China, um recorde para um artista internacional.

Mais recentemente, Swift foi tema de um documentário, “Miss Americana”, que estreou no Sundance Film Festival e está desde sexta-feira passada na Netflix. Swift falou sobre o filme e outros assuntos em uma matéria exclusiva da Variety em janeiro.

Matéria publicada pela Variety e traduzida pela Equipe TSBR.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up