Taylor Swift ama compartilhar novidades sobre sua música enquanto faz lives nas redes sociais, e o ciclo do álbum Lover não é exceção. Em uma Live no Youtube hoje, Swift teve muito a dizer sobre suas músicas no Lover, linha de roupas com Stella McCartney, e o que está por vir.

Aqui estão as coisas mais importantes que Swift disse durante a transmissão:

Como o Lover é como um álbum VS Reputation: “Esse álbum, esteticamente, transmitia uma sensação muito ‘diurna’, como campos banhados de sol… eu realmente imaginei isso e escrevi as músicas com uma perspectiva de um lugar bem mais aberto, simplesmente livre e romântico e extravagante, e eu estou tão feliz de poder compartilhar isso com vocês em breve. Tem 18 músicas nesse álbum, é mais do que eu já pus em um álbum algum dia”. 

Sobre seus registros de diários incluídos nas versões deluxe: “Eu comecei a escrever em diários quando eu tinha 13 anos. Estas são as quatro versões deluxe desse álbum, e cada uma delas contém 30 páginas de registros de diários da minha vida. Porque, sabe, metaforicamente, eu estive compartilhando meus diários por anos, então eu pensei ‘por que não fazer de verdade?’”. 

Swift leu alguns de seus registros de diários, incluindo um em que ela escreveu sobre se sentir como se fosse “a garota antes da ‘garota escolhida’. É… eu até posso me casar, mas acho que é meu destino acender velas e rolar meus olhos e odiar o Dia dos Namorados”.

As versões deluxe possuem entradas de diários mais apimentadas. “Eu queria deixar aquelas que eu acho que vocês devem ler vocês mesmos, para quando vocês forem ler vocês mesmos”. 

Sobre a música mais querida do álbum (Swift não conseguiu escolher): “Esse é um álbum em que todas as músicas são queridas. Tem uma música chamada ‘Cornelia Street’ que eu amo. Tem tantas coisas nesse álbum que eu quero que vocês escutem e é muito difícil escolher uma favorita. É como um álbum em formato de coração”.

Sobre conselho para aspirantes a músicos: “Eu diria tente o máximo ser dono do seu próprio trabalho. E, se for possível, comece a escrever suas próprias músicas. Esteja envolvido no processo criativo… ser um compositor te dá mais controle sobre seu próprio legado. E é muito divertido escrever suas próprias músicas. Eu recomendo para qualquer um que queria ser cantor. Eu realmente só quero que vocês contem suas próprias histórias… é uma das coisas mais catárticas e terapêuticas que eu já fiz”.

Sobre sua música mais difícil de escrever: “Tem uma música chamada ‘Soon You’ll Get Better’ que foi muito, muito difícil de escrever, e foi um decisão familiar colocá-la no álbum, e eu acho que músicas desse tipo são muito difíceis de escrever, emocionalmente talvez elas sejam difíceis de escrever e cantar porque elas são muito reais. Nós, como uma família, decidimos colocá-la no álbum. É algo do qual estou muito orgulhosa. Eu não consigo cantá-la. É difícil lidar emocionalmente com aquela música. Vocês vão entender o que estou dizendo em algumas horas”.

Sobre como ela escolhe o título dos álbuns, incluindo Lover: “Eu decido o título de um álbum baseado em algo que possua um certo tema e que soe bem… é um processo bastante baseado em ‘mood boards’. A única vez em que eu comecei com o título foi com o ‘reputation’ mas com esse álbum… eu, na verdade, achei que o nome do álbum seria Daylight por alguns meses”. Swift diz que escrever a música “Lover” mudou completamente essa decisão.

“É um álbum bastante romântico, mas ele na verdade celebra o amor em toda a sua complexidade. Não apenas flores e raios de sol, mas o mosaico de emoções que existe em qualquer amor que você sinta”.

Você pode assistir a Live de Swift aqui:

Texto originalmente da Elle, traduzido pela equipe TSBR.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up