Women and Hollywood, grupo de mulheres que a cada ano posta um vídeo durante a temporada do Oscar, decidiu chamar atenção para certos problemas do evento mais prestigiado do mundo do cinema.

O sexismo em como as mulheres são vistas no tapete vermelho foi a primeira crítica levantada. A campanha #AskHerMore, apoiada por vencedores e indicadas às categorias mais cobiçadas da noite como Julianne Moore (“Para Sempre Alice” – Melhor Atriz), Patricia Arquette (“Boyhood – Da Infância à Juventude” – Melhor Atriz Coadjuvante) e Reese Witherspoon (“Livre” – Nomeada à Melhor Atriz), foi porta-voz do desejo das mulheres de combater a objetificação, pedindo para que sejam feitas perguntas sobre tópicos que não sejam seus vestidos, penteados e maquiagem.

O racismo presente nas indicações à premiação também foi um dos problemas apresentados, assim como a representatividade dentro da Academia. Segundo o Huffington Post, essa foi a edição mais branca do Oscar desde 1998. Em uma de suas piadas, o próprio apresentador da cerimônia, Neil Patrick Harris, debochou da falta de representatividade: “Essa noite, homenagearemos os melhores e mais brancos. Quer dizer, os mais brilhantes de Hollywood.”

Confira o vídeo:

 

Fonte: Indiewire





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up