rio2

Em recente entrevista à CNN Latin America, Taylor Swift revelou que deseja muito poder trazer a Red Tour para a América Latina e que teve uma ótima experiência no Brasil. Assista ao vídeo abaixo e confira a transcrição do mesmo logo em seguida:

Aos 23 anos de idade, Taylor Swift está no ápice de sua carreira artística. Seu álbum mais recente, Red, foi o número 1 de vendas no iTunes de 50 países, 15 deles na América Latina.

Eu amo ver isso. Que o Red tenha sido tão bem recebido no mundo inteiro e especialmente na América Latina. Estou ansiosa para viajar para aí e agradecer pessoalmente aos fãs.

Swift fez uma escala em 2012 no Rio de Janeiro, onde fez um show promocional para um público limitado e assegura querer visitar o resto do continente.

Quero fazer uma turnê de verdade. Sempre quis ir e fazer shows e quando penso em ir a América Latina, penso que quero tocar minhas músicas o máximo possível e saudar as pessoas. Conhecer o maior número de fãs o possível, pois são pessoas que me deram tanto sem que eu tenha ido alguma vez para aí. Tive a sorte de visitar o Brasil e os fãs foram incríveis.  Definitivamente uma das minhas metas é arranjar tempo em meu calendário e viajar para a América Latina.

O show da super estrela que escreveu todas suas canções varia de cidade em cidade, pelo o que diz, terá que fazer sua tarefa antes de viajar para o sul do Rio Grande (nota: rio que faz a fronteira entre o México e os EUA).

Eu penso que cada show depende do lugar em que estamos, o quão grande ele é, mas definitivamente tratarei de aprender palavras em espanhol. É importante aprender alguma coisa do lugar em que visita para saber o que te rodeia, já que é uma experiência pessoal. Tem gente que pode ir em uma turnê e bloquear mentalmente o que te circula e simplesmente fazer sua apresentação, outros podem viver a experiência de verdade, entender os lugares que visita e reconhecer a sorte que tem por viajar por lugares do mundo. Essa é a forma com que eu vejo.

Swift disse não ter um país latinoamericano em mente para expandir seu império musical, mas conta que uma ilha caribenha tem um significado especial para sua familia.

Meu avô viajava muito, ele era um engenheiro, minha avó era uma cantora de ópera. Eles gostavam de entreter as pessoas. Então, ela foi a apresentadora de um programa chamado “O Show Para Americanos em Porto Rico”, minha mãe cresceu estando em diversos lugares e, entre todos eles, ela têm várias boas recordações de Porto Rico.

A jovem cuida de sua vida privada. Quem sabe seja por isso que seus representantes disseram com antecipação que Swift não responderia perguntas relacionadas aos rumores de que algumas de suas músicas são inspiradas em suas relações amorosas. Idependentemente de quem a inspire, músicas como “Mean”, em que confronta um suposto bullying, conquistaram seus fãs.

Acho que você só pode esperar que o que diga faça com que as pessoas se identifiquem. O que está dizendo pode ajudar alguém que esteja vivendo uma situação similar. Em uma música como “Mean”, que conta algo que aconteceu comigo, eu passei por esta situação. Eu entendo o que aconteceu e você não está sozinho, ou como na música “I Knew You Were Trouble”. Eu falo sobre me apaixonar pela pessoa errada, que destruíu meu coração. Se alguém quebrou o seu coração, você não está sozinho. Creio que esta seja a principal mensagem da música e o que tentamos dizer com as letras das músicas é dizer as pessoas que não estão sofrendo de situações exclusivas.

Swift saltou para a fama como uma artista de música country e ainda vive em Nashville, para onde sua familia se mudou quando era uma adolescente para que ela estivesse cercadapelos empresários deste genêro musical. Mas suas canções têm evoluído para incluir outro tipo de música. Ela disse que incluir influências musicais latinas é uma possibilidade.

Eu nunca digo nunca porque acho que é muito importante evoluir musicalmente. Creio que seja muito fácil continuar fazendo o mesmo mas eu gosto de me desafiar musicalmente e expandir os limites do que é possível. E, quem sabe? Será interessante ver como será a minha música em dez anos.

– Qual tipo de música está escutando agora?
Eu escuto a, literalmente, tudo. É o que eu adoro nessa geração. Uma pessoa não pode criar sua própria lista de músicas. Se você escuta a uma estação pop no rádio, pode escutar a música tradicional, hip hop ou pop normal e música para dançar. Penso que seja esta diversidade que eu disfrute nesses momentos. Escolho às minhas canções favoritas uma de cada vez. Gosto se alguma coisa seja chiclete, definitivamente adoro uma boa melodia e gosto das coisas com influências latinas. Eu gosto do Pitbull, mas você terá que me dar uma lista de sugestões de músicas.

Transcrição e Tradução: Aline Candeo – Equipe TSBR





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up