TSBR Indica: “Fuller House”, Netflix (2016)
21/07/2016
TSBR Indica: “Fuller House”, Netflix (2016)
161702-news-fuller-house

Sabe aquele gostinho de infância? O Indica de hoje vai pra uma série que nos faz sentir exatamente assim. Estamos falando de Fuller House, a nova aposta da Netflix para seu porfolio de séries originais!

Fuller House é um spin-off de Full House. Não reconheceu o nome ainda?! Pois bem: Full House nada mais é do que a série Três é Demais, televisionada no Brasil pelo SBT. Temos certeza de que ela fez parte da vida de muitos swifties de mais idade, né?! Dirigida por Joel Zwick, a sitcom Full House foi exibida pela ABC entre os anos de 1987 e 1995 e teve ao todo 8 temporadas e 192 episódios. A série conta a vida de Danny Tanner (Bob Saget), um pai viúvo criando suas três filhas, D.J. (Candace Cameron), Stephanie (Jodie Sweeten) e Michelle (Mary-Kate e Ashley Olsen) após a morte de sua esposa. Danny conta com a ajuda de seu cunhado, Jesse Katsopolis (John Stamos) e seu melhor amigo, Joey Gladstone (Dave Coulier) e é considerado um dos maiores sucessos do humor americano, ao lado de Friends e How I Meet Your Mother.

Fuller House se passa duas décadas após os acontecimentos finais de Full House e mostra um enredo bem parecido com o da sitcom original: D.J. cresceu, casou-se, teve filhos e, assim como seu pai, teve a infeliz experiência de perder seu marido. Agora viúva, D.J. recruta sua irmã Stephanie e sua melhor amiga, Kimmy Gibbler (Andrea Barber), para ajudarem a cuidar de seus três filhos, Jackson (Michael Champion), Max (Elias Harger) e Tommy (Dashiell e Fox Messitt). O núcleo principal também conta com Ramona Gibbler (Soni Nicole Bringas), fila de Kimmy que se muda para a casa Fuller junto da mãe. Vale lembrar que o cenário continua sendo a característica casa dos Tanner em São Francisco, utilizada durante toda a sitcom de 1987.

Algo que nós gostaríamos de destacar e enfatizar é o fato de que tudo, extremamente tudo é muito fiel à produção original, com exceção de um detalhe: a falta de Michelle, a personagem das gêmeas Olsen. Ashley e Mary-Kate recusaram o convite para participar da série e apesar da personagem de ambas ser uma das protagonistas de Full House, isto não impediu que Fuller House fosse desenvolvida! É claro que por ser uma sitcom, os roteiristas não poderiam perder a piada e as gêmeas Olsen são mencionadas durante três momentos na série: no primeiro, no oitavo episódio e no último episódio. A série se desenrola com tanta naturalidade e as piadas são tão bem amarradas umas às outras que nem dá tempo de sentir falta de Michelle. Mesmo assim, nós torcemos para que em algum momento Ashley ou Mary-Kate aceitem ao menos uma participação especial e façam o desejo dos fãs.

Desde o cenário até a forma como a piada é contada (com as risadas no fundo), tudo é bastante fiel à Full House. Mas você deve estar se perguntando onde entra Taylor nesta história. Bem, nós vamos explicar já. É que Taylor não passou despercebida e tanto o álbum “1989” quanto a música Style” são lembrados por Joey durante o primeiro episódio de Fuller House. Confira abaixo:

Encontrei uma das minhas camisas de 1989. Esta belezura nunca sai de moda!

Durante a segunda metade da primeira temporada, outra referência também aparece, desta vez dita pela personagem Kimmy Gibbler. A fala em questão é uma referência à We Are Never Ever Getting Back Together que Kimmy diz para seu ex-marido, Fernando. Nós não podemos postar porque os direitos são reservados, mas achamos que seria interessante lembrar da série neste especial.

Que amor, não é?! Os roteiristas já deixaram bem claro desde o início que adoram o trabalho da Taylor. Bem, nós também adoramos o trabalho deles! Depois de assistir à toda série, nossa equipe viu que vale muito a pena acompanhar esta nova sitcom desenvolvida pela Netflix. Para ter acesso à ela, basta assinar o serviço (que disponibiliza um tempo experimental para os novos clientes). Com pouco, Fuller House consegue atingir algo que muitas séries atuais não conseguem: uma produção simples e com humor leve que apresenta a vida como ela é. A segunda temporada de Fuller House deve chegar ao Netflix no primeiro trimestre de 2017.

© 2009 - 2016 Taylor Swift Brasil - todos os direitos reservados. Desenvolvido por Marcelo Monteiro. online