23 de setembro de 20 Autor: Karla Santos
Taylor Swift quer que você vote e esses são os motivos

Em comemoração ao Dia Nacional de Registro de Eleitores (National Voter Registration Day), Taylor Swift pediu para que seus fãs se certificassem de que estavam registrados para votar.

Nesta terça-feira, pelo story do Instagram, a cantora deu orientações a seus fãs para garantir que eles pudessem votar nas eleições de novembro. “Oi, pessoal, hoje é o Dia Nacional de Registro de Eleitores. A eleição é em 3 de novembro. Está realmente chegando e eu juntei uma grande quantidade de recursos”, disse.

Clicando no link indicado por Swift, as pessoas são redirecionadas a uma página em seu site e depois, ao http://Vote.org, para descobrir o que precisam para votar. “Você pode se cadastrar se estiver votando pela primeira vez. Você pode verificar seu cadastro. Você pode solicitar uma cédula de ausência. Você pode descobrir o processo de votação antecipadamente. Precisamos de todos e é mais importante do que eu consigo explicar”, contou.

Embora ela não fale de Donald Trump explicitamente no story, Swift vem criticando muito o presidente.

Recentemente, a cantora de “cardigan” tuitou sobre os ataques de Trump ao serviço postal dos Estados Unidos. Em uma série de postagens em agosto, Swift criticou Trump por tentar desmantelar o USPS e aproveitou para pontuar a maneira que ele tem lidado com a pandemia da COVID-19. “A liderança ineficaz de Donald Trump agravou terrivelmente a crise que estamos vivendo e agora ele está tentando se aproveitar disso para destruir nosso direito de votar e votar de maneira segura”, ela tuitou.

Nos tuítes, ela também fez um apelo aos fãs para que eles solicitassem antecipadamente as cédulas para votação.

Em maio, Swift criticou Trump por “atiçar o fogo da supremacia branca e do racismo [durante todo o seu período na] presidência”, em meio aos protestos que aconteceram em todo o país contra a brutalidade policial após a morte de George Floyd. “Você tem coragem de fingir superioridade moral antes de ameaçar com violência? ‘Quando os saques começam, os tiroteios começam?'” Ela questionou antes de prometer que ele seria ‘votado’ para fora nas próximas eleições.

Mesmo não sendo um apoio direto, Swift compartilhou o tuíte da Senadora Kamala Harris quando ela anunciou que se juntaria ao ex vice-presidente Joe Biden em sua campanha, como sua escolha para vice-presidente.

Essa também não foi a primeira vez que Swift compartilhou a mensagem para que seus seguidores exercessem o direito do voto. Em junho, ela tuitou seu apoio ao movimento Black Lives Matter e compartilhou um link similar ao Vote.org, direcionando as pessoas à informações sobre as eleições.

A assessoria de imprensa de Swift não respondeu ao NewsWeek quando solicitamos comentários a respeito.

Matéria publicada pelo NewsWeek e traduzida pela equipe TSBR.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up