Taylor Swift poderá finalmente conseguir justiça contra o radialista que a assediou em um M&G na RED Tour, em 2013, e já vem batalhando com um processo por mais de um ano, mas para isso cantora pode ter que encarar o radialista David Mueller em corte.

De acordo com os documentos do U.S District Court of Colorado, a audiência em que Taylor irá ter que encarar seu assediador de frente já está agendada para o dia 7 de agosto de 2017.

O caso acontecerá durante um julgamento de 9 dias, a começar pelas 8:30 da manhã do dia 7 e será finalmente concluído no dia 17. Ambas as partes foram solicitadas a estarem presentes durante todo o julgamento.

No ano passado, o depoimento da cantora em gravação para o tribunal também veio a público:

“No momento que tivemos que posar para tirar a foto, ele usou a mão para levantar meu vestido e pegar na minha bunda. Não importa o quanto eu escapava, ele continuava lá. Foi completamente intencional, nunca tive tanta certeza de alguma coisa na minha vida. Me lembro de ter ficado assustada. Tensa. Me senti violada como nunca antes. Um meet & greet deveria ser um momento em que você agradece as pessoas por virem. Você deve receber as pessoas em sua casa, que é a arena de shows no dia. E alguém violar essa hospitalidade dessa forma, fiquei completamente em choque.”

Relembre o caso clicando aqui.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up