Taylor Swift já ultrapassou a incrível marca de 8 milhões de cópias vendidas do seu último álbum “1989” ao redor do mundo. E na última semana a cantora anunciou o início das vendas de suas mercadorias oficiais na China. Porém Taylor corre o risco de entrar no meio de uma questão diplomática, podendo ter seus produtos da linha “1989” banidos, pois este ano para os Chineses é um dos momentos mais violentos de sua história recente, ocorreu o massacre da Praça da Paz Celestial, em Pequim. As letras “T” e “S” correspondem, além das inicias do nome da cantora, as iniciais do nome da praça em inglês “Tienanmen Square”.

No dia 4 de Julho de 1989 o governo invadiu a praça que estava ocupada por muitos manifestantes e fizeram um massacre violento, atirando em milhares de pessoas.

Nem o governo Chinês e nem a cantora se pronunciaram sobre o assunto, mas desde a repercussão do assunto houveram-se muitas manifestações.

FONTE





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up