O jornalista Rob Sheffield, da Rolling Stone, postou nesta semana suas listas de favoritos de 2017. São 20 álbuns e 25 músicas, e Taylor quase reinou absoluta na opinião dele. Confira as listas completas, além dos comentários sobre o reputation e “Delicate” :

20 melhores álbuns

1. Kendrick Lamar, “Damn.”

2. Taylor Swift, “Reputation”
Esta é a quinta vez seguida que eu pego um álbum novo de Swift pensando “Espero que ela faça exatamente o mesmo álbum que fez da última vez” e a quinta vez que o termino pensando “Que bom que ela não seguiu conselhos de leigos como eu”. Aqui ela traz ao romance adulto comum o mesmo nível de detalhe obsessivo que trazia aos crushes de maple lattes, sem perder sua esquisitice fundamental, da qual não vai conseguir se livrar (felizmente). Eu adoro que ela passa a maior parte do álbum tentando parecer entediada e relaxada, depois finalmente desiste e volta a ser a Velha Tay com força suficiente para quebrar um osso. Eu adoro que a Tay De Sotaque Sulista, que tinha há muito sido enterrada, de repente volta correndo ao telefone para aquele único “until I switched to the otherrrr side! To the otherrrr si-yi-yide!” enlouquecido. Eu adoro que ela diz “therein”. Eu adoro até mesmo que o único fiasco que o álbum tem é provavelmente a grande declaração com que ela teve mais trabalho. Vamos admitir, todas as Taylors querem o microfone a droga do tempo todo, e “reputation” me deixa grato por ter todas elas.

3. Harry Styles, “Harry Styles”
4. SZA, “Ctrl”
5. Lorde, “Melodrama”
6. Palehound, “A Place I’ll Always Go”
7. Protomartyr, “Relatives in Descent”
8. Waxahatchee, “Out in the Storm”
9. Future, “Hendrxx”
10. Craig Finn, “We All Want the Same Things”
11. Kelela, “Take Me Apart”
12. Adult Mom, “Soft Spots”
13. The Courtneys, “II”
14. Angaleena Presley, “Wrangled”
15. Jlin, “Black Origami”
16. LCD Soundsystem, “American Dream”
17. Vince Staples, “Big Fish Theory”
18. Japanese Breakfast, “Soft Sounds From Another Planet”
19. Migos, “Culture”
20. Randy Newman, “Dark Matter”

(Fonte)

25 melhores músicas

1. Taylor Swift, “Delicate”
“Tudo bem eu ter dito tudo aquilo?” –ah, então agora ela pergunta pra gente. Depois de 10 anos de contar tudo descaradamente, Taylor transforma esse sussurro no Vocoder em uma canção de amor super emotiva que parece íntima e enorme ao mesmo tempo, fluindo como uma confissão impulsiva apesar de ter sido montada meticulosamente. Sua voz desaparece na música e ela sai para um encontro na madrugada. (Detalhe bônus: Tay não faz ideia de como bares funcionam. Você não manda seu acompanhante fazer um drinque pra você; o bartender que faz o drinque enquanto seu acompanhante fica lá parecendo um idiota e você olha seu telefone com cara de tédio. Bem-vinda aos barzinhos de equina, Tay –você vai amar!) No fundo, “Delicate” é a história de uma garota em seu quarto, ouvindo uma batida eletrônica que a atrai e faz procurar aventuras escandalosas nas luzes da cidade. Em outras palavras, a história da música pop.

2. Cardi B, “Bodak Yellow”
3. Craig Finn, “God in Chicago”
4. Future, “Mask Off”
5. Selena Gomez, “Bad Liar”
6. Adult Mom, “Same”
7. Lil Uzi Vert, “XO Tour Lif3”
8. Tall Friend, “Apoptosis”
9. SZA, “Prom”
10. Lorde, “Homemade Dynamite”
11. 21 Savage, “Bank Account”
12. Charli XCX, “Boys”
13. Harry Styles, “Two Ghosts”
14. Girlpool, “Kiss and Burn”
15. Drake, “Passionfruit”
16. Cayetana, “Bus Ticket”
17. Luis Fonsi feat. Daddy Yankee, “Despacito”
18. Priests, “No Big Bang”
19. Dua Lipa, “New Rules”
20. Diet Cig, “Road Trip”
21. Lindsey Buckingham / Christine McVie, “In My World”
22. Swanning, “Drawing Down the Moon”
23. Tove Lo, “Disco Tits”
24. Sampha, “(No One Knows Me) Like the Piano”
25. The Beatles, “Penny Lane (Vocal Overdubs and Speech)”

(Fonte)





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up