Que Taylor Swift foi eleita a única celebridade que consegue agradar e unir todas as visões políticas nos Estados Unidos a gente já sabe, mas parece que foi questão de tempo para que seu nome impactasse na política de outros países.

Essa semana, durante uma audição parlamentar do Território do Norte, na Austrália, o procurador geral John Elferink se sentiu na obrigação de quotar a letra de “Shake it Off” da cantora ao responder uma pergunta sobre mandado de programas obrigatórios para o tratamento de álcool.

“Bem, eu sou uma pessoa muito sensata, mas tenho que recorrer a incrível filósofa americana T-Swift”, disse de forma firme. “Alguns deles vão brincar, brincar e brincar. Outros vão mentir, mentir e mentir. Bem, eu vou apenas deixar, deixar pra lá.”

A resposta do ministro gerou burburinho momentâneo, recebendo um “Ok. Obrigada” da condutora da sessão.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up