A mãe do menino Ronan, que inspirou a música de mesmo nome, Maya Thompson, falou sobre a música escrita pela Taylor e sobre como se sentiu ao ouví-la pela primeira vez no Stand Up to Cancer na última sexta-feira. Confira:

Maya Thompson não sabia que ela estava escrevendo as palavras de um hit do topo das paradas de Taylor Swift quando ela foi trabalhar com a tristeza de perder seu filho para o câncer.

Thompson ainda não tinha ouvido a música, de fato, até Swift estrear Ronan, uma balada comovente com letras baseadas inteiramente no blog de Thompson, na noite de sexta-feira durante o Stand Up to Cancer.
“Foi muito emocionante”, diz Thompson em sua sala em Phoenix, três dias após o evento.

Thompson é a mãe dos gêmeos de 9 anos de idade, Quinn e Liam. Ela e seu marido, Woody, terão um outro bebê em abril. “Eu não acho que havia um olho seco na casa. Fiquei surpresa por eu não ter ficado no chão chorando.”

Seu filho Ronan morreu em maio de 2011, três dias, antes dele fazer 4 anos. Ela trabalhou com a sua dor, em parte, escrevendo um blog chamado Rockstar Ronan.
Perder um filho, Thompson diz, é “a pior coisa que poderia acontecer a uma família”, e ouvir as palavras de seu blog na música “foi meio como reviver isso de novo, mas é algo que eu provavelmente sempre irei reviver”.

Com lágrimas nos olhos, Thompson diz: “Ela pegou minhas palavras e as reformulou da maneira mais bonita.”

As duas se conheceram em outubro de 2011, quando Swift convidou Thompson para seu show.
“Ela estava lendo o meu blog já à um tempo e ouviu que Ronan tinha falecido”, diz Thompson. “E ela estava devastada por causa disso.”

Mesmo antes da música de Swift, a morte de Ronan havia inspirado a criação da Ronan Thompson Foundation, uma organização sem fins lucrativos dedicada a encontrar uma cura para o neuroblastoma e financiamento da pesquisa, tanto tradicionais e não tradicionais, para reduzir o número de crianças afetadas pela doença e o seu número de mortalidade.
Quando perguntado sobre como se sentia ao ver uma música baseada em seu blog chegar a 1° posição nas vendas do iTunes, Thompson sorri.

“Eu venho me beliscando desde então”, diz ela.
“É… dar um rosto que não tínhamos antes ao câncer infantil. Ninguém quer falar sobre o câncer infantil. É muito triste. Mas o triste é que existem 46 crianças diagnosticadas por dia e sete dessas crianças morrem.”

“É triste que ninguém queira chamar atenção para isso. E eu acho que agora que ela tomou essa atitude, ele só vai fazer coisas incríveis para tornar as pessoas conscientes.”

Fonte: Usa Today
Tradução e adaptação: Louise – Equipe TSBR





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up