Escrito por Jessica Gubert em 06 de dezembro de 2017

Confira o poema exclusivo de Taylor para a Vogue britânica –e a tradução!

Taylor estará na capa da edição de janeiro de 2018 da Vogue britânica, como já postamos por aqui. Dentro da revista, haverá um ensaio fotográfico de doze páginas e um poema que ela escreveu exclusivamente para a publicação. A Vogue já liberou o poema e trouxemos a versão original e a nossa tradução pra vocês:

The Trick to Holding On

Let go of the ones who hurt you
Let go of the ones you outgrow
Let go of the words they hurl your way
as you’re walking out the door
The only thing cut and dry
In this hedge-maze life
Is the fact that their words will cut
but your tears will dry

They don’t tell you this when you are young
You can’t hold on to everything
Can’t show up for everyone
You pick your poison
Or your cure
Phone numbers you know by heart
And the ones you don’t answer any more

Hold on to the faint recognition in
the eye of a stranger
As it catches you in its lustrous net
How quickly we become intertwined
How wonderful it is to forget
All the times your intuition failed you
But it hasn’t killed you yet
Hold on to childlike whims and moonlight
swims and your blazing self-respect

And if you drive the roads of this town
Ones you’ve gone down so many times before
Flashback to all the times
Life nearly ran you off the road
But tonight your hand is steady
Suddenly you’ll know
The trick to holding on
Was all that letting go

O Segredo para Persistir

Liberte-se dos que machucam você
Liberte-se dos imaturos
Liberte-se das palavras que atiram em você
enquanto você sai porta afora
A única coisa inquestionável
Neste labirinto de vida
É o fato de que as palavras deles vão cortar
mas as suas lágrimas vão secar

Eles não dizem isso quando você é jovem
Você não pode se agarrar a tudo
Não pode estar presente para todos
Você escolhe seu veneno
Ou sua cura
Números de telefone que você sabe de cor
E aqueles que você não responde mais

Agarre-se ao fraco reconhecimento
no olho de um estranho
Ao capturar você na rede brilhante dele
Tão rapidamente nós nos entrelaçamos
Tão maravilhoso é esquecer
Todas as vezes em que sua intuição falhou
Mas ela ainda não matou você
Agarre-se a fantasias infantis e a nadar
na luz da lua e à sua ardente dignidade

E se você dirigir nas ruas desta cidade
Aquelas em que passou tantas vezes antes
Lembre-se de todas as vezes
Em que a vida quase fez você sair da pista
Mas hoje sua mão está firme
E de repente você saberá
Que o segredo para persistir
É se libertar de tudo aquilo

  • Lucas Santana

    Achei bem forte, conceitual, indie, tumblr e vintage.

  • UmGarotoAzul

    – A bicha arrasa fazendo de tudo mesmo, até poema, orgulho! <3