No dia 1ºde abril, foi divulgado um comercial inédito de Taylor Swift para o serviço de streaming do Apple Music.

O vídeo – que mostra Taylor correndo ao som de uma playlist em uma esteira e, logo depois, caindo – viralizou instantaneamente na web.

“Jumpman”, a música de Drake e Future que ela canta enquanto corre, saltou direto para o top 50 das mais vendidas do iTunes no mesmo dia, representando um aumento de 431% globalmente. E o número de streams na playlist #gymflow, que Taylor aparece selecionando pra tocar, cresceu cerca de 323%, fazendo com que fosse a quinta mais reproduzida da semana no Apple Music.

Ao todo, o comercial já foi visto mais de 20 milhões de vezes no Facebook e Instagram. O tweet postado na conta de Taylor já recebeu mais de 66.960 retweets e 119.000 curtidas.

‘Pra se ter uma ideia do quanto foi simples, informativo e divertido, foi como escrever uma música com uma artista que tem 73 milhões de seguidores no Instagram, que é mais do que a audiência do horário nobre dos canais NBC, CBS e Fox somados”, disse Larry Jackson, supervisor de conteúdo do Apple Music.

Agora, o comercial está sendo exibido na televisão nos canais norte-americanos ESPN, CBS, NBC, ABC e FOX.

Contudo, a parceria parece que não irá parar por aqui. Mais dois comerciais estrelados por Taylor estão planejados para estrear nas próximas semanas, além disso ela irá participar de uma campanha ainda maior com o Apple Music nos próximos meses.

Os comerciais foram dirigidos por Anthony Mandler, que já havia trabalhado com Taylor anteriormente nos clipes de “I Knew You Were Trouble” e “22”.

“Nós queríamos capturar o sentimento que a música acompanha em cada elemento da vida, e o serviço do Apple Music é a ligação desse conceito”, disse Anthony. “Quando você combina isso com Taylor dançando como se ninguém tivesse assistindo, acho que não precisamos de muita coisa pra fazer fluir.”

Ele se recusou a dizer do que se tratará os próximos dois vídeos, mas disse que foram criados com a ideia de inserir o telespectador como parte do mundo de Taylor

“A ideia é de como se você ouvisse algo e estivesse na cabeça dela e você assiste como se fizesse parte do mesmo espaço que ela – esse tipo de acesso e intimidade foi fundamental para nós “, disse ele. “O que você verá nos outros vídeos é uma câmera que espera e observa as coisas se desenrolarem.”

Depois que esta campanha terminar, Taylor estará em outra ação do Apple Music com outros artistas, como parte de um planejamento da companhia para competir contra o Spotify, Pandora e outros serviços de streaming.





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up