Após o catálogo de Taylor Swift voltar para todas as plataformas de streaming em 9 de junho, quatro dos cinco álbuns da superstar retornaram à parada Billboard 200 do próximo 1º de julho, incluindo o mais recente, 1989, que ocupa a 31ª posição da parada. O álbum não ocupou o top 40 ao longo de mais de um ano até que retornasse aos streamings.

Ao todo, o catálogo de Swift teve alta de 551% nos serviços on-demand da semana finalizada em 15 de junho, de acordo com a Nielsen Music. Suas músicas tinham antes 7,3 milhões de reproduções anteriormente, e agora, em todos os streamings, atingiram a marca de 47,51 milhões de reproduções.

Além do 1989, a Billboard 200 também teve a presença de Red, penúltimo álbum de Swift, ocupou a 88ª posição do chart, enquanto Fearless ocupou a posição 119 e Speak Now ocupou a posição 133. O álbum homônimo de Taylor, lançado em 2006, não conseguiu chegar à Billboard 200, mas também se mostrou promissor em relação aos dados anteriores.

Fonte: Billboard.