É normal do ser humano se distrair e dar aquela conhecida “viajada” ao conversar com alguém. Em pessoas normais, é algo comum – um momento onde relembramos de algo ou pensamos em algum assunto que anda nos rodeando. Mas, com Taylor Swift é diferente. A cantora e Scott Borchetta linkaram esta mania com as músicas que Swift escreve, e para descobrir como é só ler a matéria do CMT  a seguir:

Taylor Swift é as vezes alguém “difícil para conversar”, se você perguntar à Taylor Swift. Pergunte à qualquer outra pessoa que tenha tido a sorte de conhecê-la, entrevistá-la ou abraçá-la e eles lhe responderão que ela é uma das pessoas mais graciosas e adoráveis do planeta.

Mas se você sentir uma vibe distante ou ver um olhar diferente em seus olhos enquanto conhecê-la, Swift e “o cabeça” de sua gravadora querem que você saiba uma coisa: há uma boa razão para essa sua mania estranha que a cantora as vezes comete.

Não é culpa de ninguém. É apenas uma música.

Sim, há uma grande chance dela ter uma nova música rodeando sua mente enquanto ela está na sua frente.

Durante a noite de quinta (19) em seu show na Bridgestone Arena em Nsahville, Scott Borchetta descreveu a experiência de ver Swift ter uma nova canção em sua cabeça.

“Ela ficará com esse olhar e prosseguir. Ela está escrevendo uma música”, ele explicou. “Ela vai ter aquele olhar, e… vai ser bom.” 

E Swift confirmou que isso pode acontecer qualquer hora, principalmente naquela temporada crucial em que ela está pensando sobre seu próximo álbum. Inspiração – talvez uma letra ou uma melodia – de vez em quando entram no meio de uma conversa com alguém.

“É tipo um defeito da minha personalidade”, ela disse. “É tipo uma mania estranha que eu preciso consertar.” 

Esperamos que Swift nuca mude. Isso chamado de “mania estranha” que ela fala sobre pode ajudar a criar um próximo hit ou uma boa faixa de álbum.

Fonte 

Tradução & Adaptação – Isis Mendes – Equipe TSBR 





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up