3 álbuns de Taylor aparecem na lista de “Melhores da década” da Billboard


A Billboard fez uma lista com seus 100 álbuns favoritos da década. Taylor aparece em 3 posições, com Speak Now, 1989 e Red. Confira o que a Billboard escreveu sobre os álbuns:

51. Taylor Swift, Speak Now (2010)

O segundo álbum, Fearless, de 2008, foi o álbum de Taylor Swift que a transformou em um fenômeno country e que ganhou o álbum do ano no Grammy; Red de 2012 foi o álbum de Taylor Swift no qual ela começou a fazer a transição completa para o pop, batidas e tudo. Qual álbum da Taylor Swift é o Speak Now de 2010? É uma volta da vitória com dicas sonoras do que estava por vir, mas o terceiro álbum de Swift também é o mestre da composição – o primeiro e único álbum de Taylor até o momento sem co-gravações em sua tracklist – um romance que dura com o tempo (“Mine”), um rompimento violento (“Dear John”), agressores (“Mean”) e Kanye West (“Innocent”) são todos abordados de maneira fascinante. O Speak Now não tem um lugar certo na narrativa da carreira de Swift, mas isso nunca diminuiu seu brilho pop-country. – J. Lipshutz

19. Taylor Swift, 1989 (2014)

Em 1989, Taylor Swift sucumbiu completamente ao pop – e foi grande, brilhante e divertido, mesmo em seus momentos mais apaixonados. Swift flertou com um som não country em seu álbum anterior, Red, mas em 1989 suas raízes finalmente não foram encontradas em lugar algum: as guitarras e os toques antigos se foram, aqui estão os sintetizadores e falas da nova Taylor. Seu experimento mostrou-se frutífero, pois perder a pele mais jovem e rompê-la com uma nova identidade levaria não apenas às suas melhores vendas de estreia e maiores sucessos pop até agora, mas também ao seu segundo Grammy de álbum do ano. Swift também aprendeu a abraçar seus difamadores com músicas como “Shake It Off” – algo que ela usaria com grande efeito no seguinte Reputation- mas nunca foi melhor que “Blank Space”, em que ela criticou sua pessoa pública e virou-os de cabeça para baixo, construindo uma versão deliciosamente psicótica de si mesma em uma de suas melhores músicas de todos os tempos. Depois de 1989, Swift declararia “a velha Taylor” morta; discutível, mas viva ou morta, porém, não esqueceremos essa Taylor tão cedo. – D.W.

4. Taylor Swift, Red (2012)

No momento em que Taylor Swift chegou ao seu quarto álbum, a grande questão era: ela iria sair do pop ou ficar no country? Em vez de escolher um ou outro, ela disse sim aos dois no Red, colaborando com Max Martin e Shellback para criar sons pop eletrônico gigantes em músicas como “I Knew You Were Trouble”, enquanto ainda inclui elementos do country como o banjo na bombástica faixa-título e uma guitarra de aço no suspiro próximo de “Begin Again”. Não importa para que lado ela estivesse inclinada sonoramente, todas as músicas capturaram a Swift de 22 anos durante um surto de crescimento que a deixou de lamentar más decisões para possuí-las.

“Essa ladeira é traiçoeira / e eu, eu gosto disso”, ela admite em “Treacherous”, enquanto despreza indiferentemente a derrota em “Holy Ground”, produzida por Jeff Bhasker, cantando: “E eu acho que nos separamos da mesma maneira / E a história tem poeira em todas as páginas”. Mas como Swift sempre faz isso com habilidade, ela nunca tocou em sua mágoa, deixando espaço para a grande balada eternamente crescente “All Too Well ”, que recapitulou um relacionamento do doce começo ao amargo fim, em uma das melhores músicas de Swift até hoje. Red foi o último álbum de Swift a aparecer nas paradas de álbuns country, com 1989 se expandindo para o pop – mas se ela quisesse voltar para o country, o inigualável Red permanece sua trilha de migalhas. – C.W.

Você pode acessar a lista completa clicando no link.


Tags

Comentários

Scroll Up
error: Content is protected !!