Depois de apenas 19 semanas desde o lançamento, o álbum 1989 superou as vendas dos dois últimos álbuns de Taylor.

(Parece que a música pop está funcionando bem para Swift, não é? 1989 é o seu primeiro álbum pop após quatro discos country.)

1989 vendeu mais 44 mil cópias na semana do dia 8 de março, de acordo com Nielsen Music, o que totaliza 4,505 milhões de cópias vendidas. 1989 já ultrapassou as vendas do último álbum de Swift, Red, lançado em 2012, (que vendeu 4,160 milhões de cópias após 124 semanas). Agora, o 1989 passou o álbum Speak Now, lançado em 2010 (4,480 milhões de cópias vendidas após 228 semanas) na última contagem de vendas semanal.

1989 foi o álbum mais vendido de 2014 (3,661 milhões de cópias vendidas naquele ano) e continua sendo o álbum mais vendido de 2015 até o momento. O disco alcançou o #1 da Billboard 200 com 1,287 milhões de cópias vendidas na primeira semana.

Vender milhões de álbuns não é nada novo para Swift, claro. A nova reviravolta é no histórico de vendas do atual 1989.

O que vem a seguir para a lista de superação de Swift: seu álbum de estreia, auto intitulado, lançado em 2006 (que vendeu 5,592 milhões de cópias) e o álbum mais vendido até o momento de Swift, Fearless, lançado em 2008 (com 6,909 milhões de cópias vendidas).

Para aqueles que continuam pontuando, a venda de álbuns acumulativa de Swift (inclusive o seu quinto álbum de estúdio, e outros sets ao vivo, EPs, etc.) agora fica em torno de 27,67 milhões de álbuns. Em termos de vendas, ela é a sétima artista que mais vende discos desde que as vendas começaram a ser contabilizadas, em 1991, de acordo com Nielsen Soundscan.

Fonte





Twitter do site

Facebook do site

Scroll Up